Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Contra armadilha do Guarani, Verdão diz que pôs "dedo na tomada"

William Correia São Paulo (SP)

Pela primeira vez no ano, o Palmeiras goleou. E em um jogo no qual sabia que teria mais dificuldades do que se imaginava. O fato de o Guarani já ter entrado em campo rebaixado foi um obstáculo a mais na opinião dos comandados de Gilson Kleina, pois o adversário não teria responsabilidade e jovens poderiam se aproveitar da vitrine de enfrentar um clube grande.

“Enfrentamos um time rebaixado, mas sabíamos que teríamos dificuldades porque vem moleque bastante motivado para aparecer contra um time grande”, relatou Charles. “O jogo de hoje era uma armadilha, porque era de total responsabilidade da nossa equipe”, concordou Tiago Real.

Mas os jogadores pareceram esquecer do alerta que foi reforçado pelo treinador no intervalo, quando o Verdão já vencia por 2 a 0 e dominava completamente o confronto. “O Gilson tinha falado que 2 a 0 é um placar muito perigoso, e é mesmo. O Guarani veio para cima e fez o gol, mas atacamos e fizemos gols de novo”, aliviou-se Ronny.

O gol do Guarani foi o momento em que o Palmeiras acordou. “O jogo fugiu do nosso controle e tivemos que colocar o dedo na tomada novamente”, disse Kleina. “Batemos muito nessa tecla do relaxamento. Em nenhum momento, pensávamos que o jogo seria fácil. Eles entraram em campo sem responsabilidade, afinal já haviam sido rebaixados, então é preciso ter atenção os 90 minutos.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Charles saiu de campo lembrando que Guarani era uma armadilha, e Kleina acha que choque veio com gol adversário
Com a vitória por 4 a 1, a lição que fica é de foco o tempo todo, já que o time provou ter condições de mante rum jogo na mão. “Tivemos organização na maior parte do tempo. Desarticulou um pouco quando o Guarani fez o gol, mas respondemos logo em seguida”, lembrou Kleina. “É normal sofrer gols, o time adversário também faz pressão, mas sabemos que só aconteceram dez minutos com um pouco de intranquilidade porque diminuímos o ritmo”, constatou Fernando Prass.

Sem tanto prejuízo pela queda de ritmo ao longo da partida, o Verdão somou três pontos fundamentais no objetivo de terminar a primeira fase do Paulista entre os quatro primeiros colocados. “Conseguimos fazer um bom jogo. Tivemos em uma pequena parte do jogo um sustinho, mas no final deu tudo certo, conseguimos um resultado importantíssimo”, comemorou Tiago Real.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade