Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Contra Atlético-MG, São Paulo define sua sorte na Libertadores

Tossiro Neto e Wanderson Lima São Paulo (SP)

O São Paulo enfrenta o Atlético-MG às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no Morumbi, precisando mais do que uma vitória. Além dos três pontos, o time de Ney Franco vai depender de sorte para não ser eliminado precocemente na Libertadores, já que, no outro jogo do grupo 3, disputado simultaneamente, o segundo colocado The Strongest não pode derrotar o Arsenal.

Neste momento, a equipe paulista está à frente somente dos argentinos – e no saldo de gols, pois tem os mesmos quatro pontos –, enquanto o time boliviano soma seis pontos e garante a segunda vaga com um triunfo simples, em Sarandí. Por isso, não bastará apenas ser melhor do que o líder.

Ser melhor do que o Atlético, a propósito, já é um desafio e tanto. Ainda mais se levado em conta que o São Paulo não poderá contar com três jogadores considerados titulares. Por lesão muscular, o meia Maicon. Por suspensão, o meia Jadson (terceiro cartão amarelo) e o atacante Luis Fabiano (punido pela Conmebol por ofender a arbitragem).

"A gente tem que saber passar por isso. São três jogadores que fazem falta em qualquer equipe. Mas avalio que a equipe que entrará em campo tem todas as condições de substituir bem esses atletas", opinou Ney Franco, depois de comandar dois treinos fechados e não divulgar antecipadamente a escalação – as únicas dúvidas desfeitas foram os retornos do goleiro Rogério Ceni e do zagueiro Rafael Toloi.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Como Luis Fabiano ainda está suspenso, Aloísio será a esperança de gols no reencontro entre os times
Pesa contra o Tricolor também o histórico de duelos com o Galo na Libertadores. Em cinco jogos entre os dois times, foram três empates e duas vitórias atleticanas, sendo a última justamente na estreia desta edição. A equipe mineira, claro, tentará manter a escrita, a fim de eliminar o rival brasileiro de cara. Caso contrário, o confronto se repetirá nas oitavas de final.

Para isso, o técnico Cuca conta com um reforço importante. Trata-se do atacante Diego Tardelli, que se recuperou de uma lesão na coxa. O jogador sabe da importância que a partida terá para os dois clubes e espera muitas dificuldades, com o jogo sendo decidido nos detalhes.

"Eles perderam dois jogadores importantes, o Jadson e o Luis Fabiano. Um faz gol e outro que pensa. A torcida deles empurra no Morumbi e o Osvaldo está vivendo um bom momento. Temos que ficar atentos porque o jogo se decide nos detalhes. Vamos apostar nos contra-ataques, na velocidade do Luan, na cadencia do Ronaldinho", declarou.

Se Tardelli retorna ao time, o meia-atacante Bernard é desfalque certo. O atleta sofreu uma luxação no ombro e só retorna no mata-mata. Josué, que não foi inscrito na fase de grupos, também é baixa. O volante só poderá estrear na próxima fase do torneiro continental.

Ciente da importância do resultado, principalmente para o São Paulo, Cuca afirma que o Atlético não pensa em facilitar a vida tricolor e, portanto, pretende dar continuidade à série de vitórias. "Temos que entender que vivemos um bom momento e vamos dar sequência", comentou.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 17 de abril de 2013, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (BRA)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (BRA) e Rodrigo Correa (BRA)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Rodrigo Caio (Paulo Miranda), Lúcio, Rafael Toloi e Carleto; Wellington, Denilson (Fabrício) e Paulo Henrique Ganso; Douglas, Osvaldo e Aloísio
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Luan e Ronaldinho; Diego Tardelli e Jô
Técnico: Cuca

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade