Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Em Volta Redonda, Flamengo derrota o Fluminense por 3 a 1

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Na sua melhor exibição na Taça Rio, o Flamengo derrotou o Fluminense por 3 a 1 em partida disputada na noite deste domingo, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Já eliminada da próxima fase e sem chances de disputar o título, a equipe rubro-negra mostrou um bom futebol e poderia até ter vencido por um placar mais avantajado, diante de um adversário que começou muito mal e só conseguiu subir de produção, quando a vantagem rubro-negra já era muito grande.

O resultado fez o Flamengo subir para a quarta posição do Grupo B, com oito pontos ganhos. O Fluminense segue com 13 pontos na segunda colocação, dois pontos abaixo do líder Resende. Os gols foram marcados por Hernane e Renato Abreu, dois, para o Flamengo, descontando Rafael Sobis para o Fluminense.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Madureira, em Macaé. O Fluminense vai encarar o Bangu em São Januário

O jogo - O Flamengo começou a partida de forma mais agressiva e pressionando a defesa do Fluminense em busca do primeiro gol. Aos sete minutos, o time rubro-negro criou a primeira chance. Gabriel cobrou falta e González subiu sem marcação e cabeceou. A bola passou rente à trave esquerda de Cavalieri que não tinha a menor chance de defesa.

No minuto seguinte, o Flamengo marcou o primeiro gol. Gabriel fez grande lançamento para Léo Loura e o lateral cruzou na medida, para Hernane meter a cabeça e colocar nas redes. Foi o décimo gol do artilheiro do Campeonato Carioca, que não marcava há cinco partidas. O Fluminense demorou a se recuperar e só aos 15 minutos chegou com perigo à area rubro-negra. Rafael Sobis lançou Michael que se jogou para tentar completar a jogada, mas a bola acabou saindo.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
O experiente meia Renato Abreu marcou dois gols e ajudou o Flamengo a vencer o rival em Volta Redonda
O Tricolor subiu de produção e voltou a criar boa chance aos 20 minutos. Wallace penetrou pela direita e fez um lançamento perfeito para Michael que cabeceou muito fraco e desperdiçou a oportunidade, permitindo uma defesa fácil de Felipe.

O time dirigido por Jorginho aproveitava os espaços deixados pelo adversário para criar momentos de perigo, sempre à base de lançamentos longos. Aos 24 minutos, foi a vez de Elias esticar para Gabriel, que tocou para Ramon, que vinha na corrida. O chute do latera -esquerdo passou por cima do travessão, mas assustou Diego Cavalieri.

O Flamengo continuava bem melhor, trocando bons passes e colocando a defesa tricolor em dificuldades. Aos 30 minutos, Elias chutou cruzado, a zaga do Fluminense rebateu com defeito e a bola sobrou para Rafinha, livre. Antes que o atacante concluísse, Diego Cavalieri saltou e fez a defesa.

Aos 44 minutos, o Flamengo anotou o segundo gol, com Renato Abreu cobrando pênalti. O lance causou muitas reclamações entre os tricolores. Os jogadores do Fluminense protestaram contra a marcação, alegan do que a falta de Carlinhos em Rafinha foi cometida fora da área. Na cobrança, Renato Abreu bateu no canto esquerdo, sem chances para Cavalieri.

Nelson Perez/Fluminense FC
O Flu não conseguiu superar o ímpeto ofensivo do rival
O Fluminense voltou com Erivelton no lugar de Gum, contundido, e disposto a fazer pressão sobre a defesa do Flamengo, mas antes que conseguisse organizar qualquer ataque, o adversário marcou o terceiro gol, logo aos dois minutos da segunda etapa. Ramon recebeu nas costas de Wallace e cruzou. Rafinha cabeceou, Diego Cavalieri defendeu parcialmente e Renato Abreu que mandou para as redes.

Sofrer o terceiro gol deixou o Tricolor das Laranjeiras inteiramente desnorteado. O time dirigido por Abel Braga se mostrava indeciso se deveria partir para o ataque e tentar reduzir a diferença, ou se fechava para evitar uma goleada de proporções catastróficas.

Abel decidiu mandar seu time para o ataque e colocou Wellington Nem, que voltava de lesão, no lugar do jovem Michael. E O Fluminense criou algumas chances para marcar. Aos 11 minutos, Rhayner mandou uma bomba de fora da área e Felipe fez grande defesa, espalmando para escanteio. Aos 16, o goleiro do Flamengo voltou a se destacar, ao defender uma falta bem cobrada por Wagner. E no minuto seguinte, livre na pequena área rubro-negra, o zagueiro Elivélton cabeceou por cima. E aos 19 minutos, Wagner descobriu Rhayner livre, mas a conclusão do atacante foi muito ruim.

Preocupado com a pressão tricolor, o técnico Jorginho decidiu trocar o meia Gabriel pelo lateral João Paulo.

Aos 21 minutos, a pressão deu resultado. Carlinhos driblou Léo Moura com facilidade e cruzou para Rafael Sobis completar para as redes. Dois minutos depois, o Tricolor quase chegou ao empate em jogada de Wellington Nem, mas Felipe voltou a salvar. Depois de sofrer muita pressão, o Flamengo acordou e voltou ao ataque. Aos 24 minutos, Hernane acertou a trave de Cavalieri.

O meia Felipe entrou no lugar de Edinho para aumentar o poder ofensivo da equipe tricolor, enquanto o técnico Jorginho trocou o atacante Hernane pelo meia Cleber Santana, deixando Rafinha isolado no ataque.

Insatisfeito com as marcações do árbitro Marcelo de Lima Henrique, o técnico Braga reclamou bastante e foi expulso de campo. O treinador contestou bastante a decisão do árbitro. Nos minutos finais, o Fluminense ainda tentou a marcação do segundo gol, mas o Flamengo soube se defender e manteve a vantagem até o apito final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade