Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Felipão reconhece que Brasil está devendo e aceita vaias da torcida

Belo Horizonte (MG)

O técnico Luiz Felipe Scolari revelou na véspera da partida contra o Chile que esperava iniciar no Mineirão uma relação mais próxima com a torcida no caminho até a Copa do Mundo. Mas nada saiu da forma como o treinador esperava. Depois de ver sua equipe ser vaiada no empate por 2 a 2, o pentacampeão considerou a reação das arquibancadas natural.

“Não jogamos bem. Se tivéssemos jogado melhor, a torcida teria reagido diferente. Não tivemos tantas oportunidades como no outro jogo (contra Bolívia) e deixamos o Chile jogar mais à vontade. É normal a torcida ter esse tipo de comportamento, porque não a trouxemos para o nosso lado. Não tenho que criticar. Quando jogarmos bem, provavelmente terão outra reação”, afirmou.

No amistoso desta quarta, Felipão só pôde convocar atletas que atuam no futebol nacional, assim como o Chile também teve uma escalação caseira (com a ajuda do flamenguista González e do gremista Vargas).

Wagner Carmo/Vipcomm
Luiz Felipe Scolari venceu apenas uma partida entre as cinco que disputou desde que voltou
"Estamos nos juntando na segunda, treinando na terça e jogando na quarta", lamentou o técnico, citando o pouco tempo de preparação. Sem conseguir convencer o torcedor, o treinador admite que a equipe ainda precisa se encontrar em campo para atrair o apoio dos brasileiros.

“Também não estamos em sintonia com nosso time. Quando tivermos uma equipe preparada e treinando para a Copa das Confederações, poderemos devolver ao torcedor a confiança e tudo o que deseja. Não temos nada a cobrar. Estamos devendo algumas coisas e entendemos a reação”, acrescentou.

Contratado por José Maria Marin para substituir Mano Menezes, Felipão comandou a Seleção em cinco partidas nesta sua segunda passagem, com apenas uma vitória (contra a Bolívia), além de uma derrota (para Inglaterra) e três empates (Itália, Rússia e Chile).

Agora, o técnico se concentra para definir a lista de convocados para a Copa das Confederações, já que o anúncio será feito no dia 14 de maio. Depois disso, com o grupo já definido, o Brasil ainda enfrentará amistosos contra Inglaterra e França, antes de estrear no torneio contra o Japão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade