Futebol/Copa Libertadores - ( )

Jadson rechaça polêmica com Ronaldinho e prevê evolução da equipe

São Paulo (SP)

Na partida da última quarta-feira, no Morumbi, o São Paulo mostrou superação e conseguiu uma importante vitória diante do Atlético-MG para confirmar a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores. Enquanto só a vitória interessava ao Tricolor, o Galo entrou no jogo tranquilo, já classificado. Após o confronto, Ronaldinho deu declarações sobre como sua equipe entrou em campo, que foram mal interpretadas por muitas pessoas, mas Jadson minimizou a polêmica e afirmou que a vitória uniu ainda mais a equipe.

“Acho que o Ronaldinho se aproveitou dessa situação do Atlético-MG, já que eles fizeram a parte deles, estavam jogando um jogo que não valia mais nada, mas para o São Paulo valia muito. Era o jogo da vida, todo mundo se doou ao máximo. Agora, são mais dois jogos e vamos ver o que vai dar”, declarou o jogador, no Programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, neste domingo.

Via Twitter, o craque do Galo postou: "Lá (no Independência) é uma outra história, eles (São Paulo) sabem que é outra história". Pouco tempo depois, ele tentou amenizar a declaração afirmando que a mensagem servia como uma forma de motivação aos companheiros.

Para se recuperar de um edema na coxa direita, o meia não jogou contra o Atlético e também não esteve presente na partida contra o Mogi Mirim, pelo Campeonato Paulista, neste domingo. Acompanhando a decisão da Libertadores pelo camarote do Morumbi, o jogador fez questão de ressaltar o papel da torcida para o bom desempenho do grupo dentro de campo.

“A torcida influencia muito, eu estava no Morumbi na quarta-feira e, quando vi eles empurrando o time, fiquei muito emocionado. Isso só ajudou os jogadores, que se dedicaram so máximo. Acho que esse jogo foi importante para nossa caminhada na Libertadores. Depois dessa partida a gente pode crescer muito”, avaliou.

O meia se apresenta, nesta segunda-feira, em Belo Horizonte, junto com a Seleção Brasileira, para a partida contra o Chile, que será realizada na quarta-feira, no Mineirão. Com os duelos contra Penapolense, pelas quartas de final do Paulista, e Atlético-MG, na competição continental, Jadson afirma a necessidade de a equipe manter a mesma postura apresentada nos últimos confrontos decisivos disputados.

“Nos outros jogos, nossa equipe fez boas partidas, mas, infelizmente, não tivemos sorte. Às vezes, a bola batia na trave e isso acabou pesando. Mas esse jogo contra o Atlético era muito diferente. Tinha muita pressão e o São Paulo podia ser eliminado pela primeira vez na primeira fase. Mostramos que temos um grupo unido, ficamos focados e conseguimos a vitoria. O ideal é entrar dessa forma sempre”, concluiu o jogador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade