Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Kleina decide inscrever apenas André Luiz e Serginho na Libertadores

William Correia Santos (SP)

O Palmeiras não vai usar as três mudanças a que tem direito em sua lista para a Libertadores. Gilson Kleina decidiu inscrever como novidades somente o zagueiro André Luiz e o meia Serginho para as oitavas de final da competição, podendo fazer mais uma mudança caso elimine o Tijuana, do México.

Serginho, que chegou do Oeste nesta semana, passa a ser o camisa 20 e será colocado no lugar de Edilson, meia que se destacou durante a última Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas não tem nem treinado por conta de uma contusão no tornozelo direito.

Já André Luiz deve ser colocado no lugar de Marcos Vinicius ou Luiz Gustavo, ambos zagueiros recém-promovidos das categorias de base e considerados inexperientes para o torneio continental. “O André é experiente”, ressaltou o treinador sobre o jogador de 33 anos contratado do Nancy, da França, já com a fase de grupos da Libertadores em disputa.

“Já o Serginho é um garoto que fez um grande Campeonato Paulista, tem uma base muito boa”, comentou o técnico, lembrando que o reforço, que treina com o Verdão desde quarta-feira e foi apresentado oficialmente nessa sexta-feira, tem sua formação ao lado de Neymar, no Santos.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Gilson Kleina elogiou André Luiz e Serginho, novos inscritos do Palmeiras na Copa Libertadores
Serginho se torna uma opção ofensiva em meio ao constante desfalque de Valdivia e também porque Leandro, assim como Léo Gago, não pode atuar por causa da anterior inscrição pelo Grêmio na Libertadores. “Entra ele com a velocidade, com o drible, ao lado do Maikon Leite, do Kleber, do Caio”, comentou Kleina.

Serginho não pôde enfrentar o Santos neste sábado porque chegou após o período de inscrições no Paulista, mas já deve viajar com o elenco na noite deste domingo para o México, assim como André Luiz, que ficou no banco de reservas na Vila Belmiro. Na terça-feira, o time enfrentará o Tijuana, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

A escolha por Serginho mostra como Rondinelly não agradou. O meia emprestado pelo Grêmio só atuou duas vezes contra Santos e Guarani na primeira fase do Paulista, saindo do banco nos dois jogos. Também não foi inscrito, assim como o lateral esquerdo Fernandinho, que acaba de se recuperar de cirurgia no joelho esquerdo – em sua posição, Gilson Kleina só tem Juninho e, na maioria das vezes, prefere improvisar o volante Marcelo Oliveira.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade