Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Kleina diz que Verdão merecia empate e culpa vento e doença de Ronny

Callao (Peru)

Sem mostrar a raça que o caracterizou nas cinco vitórias seguidas alcançadas até esta quinta-feira, o Palmeiras perdeu para o já eliminado Sporting Cristal e só avançou na Libertadores como líder de seu grupo porque o Libertad fez três gols no Tigre, em Assunção. Mas Gilson Kleina acha que seu time jogou bem. E diz que a derrota ocorreu por culpa do vento e da ausência de Ronny, que jogou apenas porque Wesley estava suspenso.

“Não merecíamos ter perdido. O empate seria o resultado mais justo, mas futebol não é justiça, é merecimento”, tentou conformar-se Kleina. “Não vamos comemorar derrota, mas conseguimos a classificação em primeiro lugar”, prosseguiu o treinador, logo iniciando suas lamentações citando o vento.

“Não fizemos uma atuação no mesmo nível das últimas muito mais pelo campo espaçado. O vento nos atrapalhou, não conseguíamos colocar a bola no chão. Ela ficou muito rifada e o nosso meio-campo ficou muito aberto”, analisou o treinador.

O comandante quis argumenta alegando até que o Sporting Cristal está acostumado ao estádio Miguel Grau, que é do Sport Boys e só foi usado por conta de show no estádio Nacional em Lima e falta de luz no Alberto Gallardo. “Coloquei o Charles mais à frente para marcar o Lobatón, volante deles que saía mais. E eles também têm experiência por treinarem muito nessa vila”, indicou o técnico, que chama o local de “vila olímpica”.

Kleina ainda justificou o resultado com a amigdalite que tirou Ronny do jogo. “A perda do Ronny foi sentida, ele está crescendo muito com seu futebol. Precisei colocar o garoto Emerson e a chegada da bola foi diferente.” O curioso é que Emerson tem os mesmos 21 anos de idade de Ronny, e no banco o técnico tinha Tiago Real, que é meia e mais adaptado à função do que o atacante Emerson, que fez seu segundo jogo pelo clube.

AFP
Um dos argumentos de Kleina foi usar Emerson, que fez seu segundo jogo no Verdão, porque Ronny teve amigdalite
Os argumentos de Kleina também envolveram Henrique e Vinicius, poupados porque estavam pendurados com dois amarelos e para entrarem ‘zerados’ nas oitavas de final. “Deixamos fora dois jogadores importantes, sendo um deles o Vinicius. Estamos acostumados a jogar com um atacante de velocidade e drible como ele, mas fizemos um planejamento para a fase decisiva.”

Com tudo isso, o treinador ainda ignorou o total domínio do Sporting Cristal no primeiro tempo, com o Verdão sendo espectador até Ávila fazer um golaço aos três minutos do segundo tempo, com espaço para armar um chute de canhota no ângulo direito de Fernando Prass. “Eles só tiveram um momento de gol no primeiro tempo e no segundo tempo o Ávila foi feliz em uma jogada que teve início em um erro nosso”, falou o técnico.

“Nossa atmosfera de competitividade foi outra, mas tivemos três contra-ataques no primeiro tempo e não fomos eficientes para chutar. Depois dos 25 minutos do segundo tempo, o Palmeiras simplesmente entrou no campo adversário, teve o controle e tivemos duas ou três oportunidades de empatar, mas não a transformamos em gol”, prosseguiu o treinador, aparentando satisfação, principalmente, pelo gol que o Libertad marcou nos acréscimos, colocando o Verdão na primeira posição do grupo 2.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade