Futebol/Copa Libertadores - ( )

Maikon Leite pode ser o único reforço do departamento médico para 5ª

William Correia São Paulo (SP)

Dos sete jogadores do Palmeiras que estão no departamento médico, Gilson Kleina só deve contar com um para enfrentar o Sporting Cristal, na quinta-feira, no Peru. Vetado desde 6 de março por lesão no tornozelo direito, Maikon Leite treinou sob supervisão de membros da comissão técnica nesse domingo e está próximo de ser liberado.

A confirmação do atacante deve ocorrer em diagnóstico preparado pelo departamento médico e fisioterapeutas e que será entregue ao treinador nesta segunda-feira. O camisa 7 é presença provável no banco de reservas, já que pode sentir falta de ritmo – o jogador perdeu as últimas 11 partidas do clube.

Valdivia realiza as mesmas atividades de Maikon Leite, e até há mais tempo, mas dificilmente embarcará para o Peu. Como o time já está classificado para as oitavas de final da Libertadores, Kleina deve guardar o chileno para os confrontos eliminatórios do Paulista e do torneio continental.

A comissão técnica já definiu e anunciou que o camisa 10 atuará em, no máximo, metade das partidas da equipe em cada mês. Desta forma, embora sua lesão na coxa direita esteja cicatrizada, o meia só jogará no domingo, contra o Ituano, pelo Paulista, se a opção for por lhe dar ritmo. Caso contrário, será escalado a partir das quartas de final do Estadual ou das oitavas de final da Libertadores.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Atacante treina normalmente com o elenco desde a semana passada e deve ser, ao menos, reserva no Peru
Outras opções que podem embarcar para o Peru são os atacantes Caio e Kleber. O primeiro tem mais possibilidades. Apesar de ainda sentir as dores de um edema na coxa esquerda, Caio atuou diante do Libertad na terça-feira, se concentrou para enfrentar o Guarani no domingo e não deve desperdiçar a chance de ficar, ao menos, no banco diante do Sporting Cristal.

Já Kleber vive uma situação mais complicada. O jogador emprestado pelo Porto não joga desde 20 de março, quando reclamou de tendinite no joelho direito. Na semana passada, alegando não sentir mais o problema, treinou normalmente até que falou aos médicos de um desconforto muscular. Ele e Caio farão testes para saber se viajam.

A expectativa em relação a reforços vindos do departamento médico é grande no elenco. “Voltando quem está machucado, e alguns têm um nível considerável, teremos um grupo muito forte, com mais opções para o Gilson colocar a tática necessária para fazermos grandes jogos”, falou Fernando Prass.

Os outros machucados dificilmente serão utilizados neste mês: o zagueiro Leandro Amaro, com lesão no joelho esquerdo, e os meias Patrick Vieira e Edilson, que machucaram a coxa esquerda e o tornozelo direito, respectivamente.

Diante do Sporting Cristal, Gilson Kleina também não poderá contar com Leandro e Léo Gago, impedidos de jogar pelo Palmeiras na Libertadores, e Rondinelly e André Luiz, que serão inscritos pelo clube na próxima fase do torneio continental.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade