Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Mano, Parreira e Ronaldo lamentam permanência de Neymar no Brasil

São Paulo (SP)

Três nomes com forte ligação com a Seleção Brasileira entraram em consenso na noite desta segunda-feira. Carlos Albero Parreira, Mano Menezes e Ronaldo voltaram a pedir a saída de Neymar para o exterior, pensando no bem do time canarinho, mas ressaltaram que talvez seja tarde demais para o craque do Santos chegar em alta na Copa do Mundo de 2014.

Astro brasileiro nos Mundiais de 2002 e 2006, o Fenômeno criticou o excesso de responsabilidade atribuído a Neymar. O ex-atacante e membro do Comitê Organizador Local (COL) voltou a pedir o camisa 11 na Europa, mas deixou claro que o garoto teria de encontrar uma grande equipe com espaço para ser titular e buscar a adaptação o mais rápido possível.

“Essa reponsabilidade que estão colocando nas costas dele é injusta. Ele é jovem e a Seleção ainda não tem uma equipe e o um estilo de jogo. Não tenho dúvida do talento dele e que ele vai brilhar. Há um ano eu venho falando que ele chegou em um nível que ele não cresce mais aqui. Ele precisa ir a um grande clube europeu. Mesmo que tenha dificuldades no início, ele vai aprender”, justificou Ronaldo ao SporTV.

Pela primeira vez em público desde que deixou o comando da Seleção, Mano Menezes compartilhou a opinião de seu jogador nos tempos de Corinthians. O treinador, atualmente desempregado, também pedia a saída de Neymar há tempos e recebeu duras críticas por desejar que um astro deixasse o futebol do País.

“Quando a gente enxerga antes e fala antes, toma porrada para caramba. Me chamaram de corintiano, de anit-santista. Até o Rei Pelé ficou bravo. Existia uma diferença grande dele sobre os demais. Ele deixou de ter desafios, por estar muito à frente da turma. Como o potencial dele é muito bom, certamente já iria ter encontrado solução para essas dificuldades que vemos na Seleção, enfrentado times com linhas mais próximas”, opinou.

Coordenador técnico do time treinado por Luiz Felipe Scolari, Parreira deu um ultimato para Neymar se adaptar a tempo da Copa do Mundo de 2014: “Acho que ele deveria ter ido há uns dois anos. Agora está muito em cima, porque tem um tempo para adaptação. Se for, tem que ser agora, pois é verão e tem que ser titular de cara. Mas temos que ressaltar o esforço do Santos em mantê-lo”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade