Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Muricy reclama de calendário e aprova ‘manobra’ do Santos contra CBF

Santos (SP)

No próximo sábado, em partida organizada para homenagear a morte do garoto Kevin Espada, a Seleção Brasileira visita a boliviana na cidade de Santa Cruz de La Sierra. No final de semana, no entanto, todos os Campeonatos Estaduais do País seguem sua rotina normal, motivo de irritação para o técnico do Santos, Muricy Ramalho. Já pensando na possibilidade de perder jogadores no fim de semana, o treinador utilizou uma ‘manobra’ para contestar os desmandos da CBF.

“Fizeram uma proposta de os jogadores jogarem sábado, pela Seleção, e voltarem domingo, para o Paulista. É um absurdo. A gente só ia sofrer outra vez. Mas agora vamos virar o jogo, vamos mandar o jogador cansado para a Seleção”, ironizou Muricy, logo após a vitória diante do Oeste neste domingo, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista. Ao invés de jogar no sábado, o Santos entra em campo na quinta-feira, contra o São Caetano, na antepenúltima partida do Estadual.

Ricardo Saibun/Santos FC
Muricy Ramalho comemorou a atitude do Santos de antecipar o próximo jogo
Respeitoso em relação à morte do garoto de 14 anos durante uma partida do Corinthians contra o San José de Oruro, na Bolívia, Muricy só reclamou da forma com que as federações nacionais resolveram homenagear o triste acontecimento: “Nós tivemos que antecipar o jogo com o São Caetano porque, infelizmente, inventaram um amistoso. Se você quer ajudar, ajuda o lado financeiro, mas usar jogador dos clubes não é certo”.

Para a partida da próxima quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Santos pode ter os retornos do lateral esquerdo Léo, do zagueiro Edu Dracena e do volante Arouca, mas Muricy ainda não confirma nenhuma novidade. A preocupação do comandante santista já passa a ser a Copa do Brasil, competição na qual o Peixe estreia dia 10 de abril, contra o Flamengo-PI. Neste final de semana, o grupo folga.

“O Dracena ficou sete meses fora, encarou uma série de nove jogos, aí sempre tem um detalhezinho para corrigir. Não se sabe se volta na quinta-feira, porque na outra semana temos Copa do Brasil já”, declarou Muricy, antes das fortes críticas ao calendário nacional: “Quando você começa a jogar quarta e domingo é complicado, porque os times não se preparam para ter esse ritmo. São dez dias de pré-temporada, isso não existe. Todos os times estão sofrendo contusões, não só o Santos. Infelizmente nós estamos sentindo essas lesões perto da Copa do Brasil, que é nossa grande meta”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade