Futebol/Copa Libertadores - ( )

Ney Franco reduz favoritismo atleticano: "Não é esse absurdo todo"

São Paulo (SP)

Adversário nas oitavas de final da Copa Libertadores, na quinta-feira, o Atlético-MG é apontado por Ney Franco como o grande time da América do Sul atualmente. Mas o técnico são-paulino não coloca o oponente tão acima de sua equipe, principalmente depois de tê-lo batido na última rodada da fase de grupos.

“O confronto com o Atlético-MG também não é esse absurdo todo. É um jogo igual”, disse, durante participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta. "Neste ano, foi derrotado pelo Cruzeiro e, em dois jogos contra o São Paulo, ganhou um e perdeu outro”.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Treinador, porém, elogiou poder ofensivo do time mineiro, adversário nas oitavas da Libertadores
O que mais chama sua atenção no time treinado por Cuca é seu poder de ataque. "Me impressiona, em alguns momentos. que os gols do Atlético saem com naturalidade, principalmente em casa. É um trabalho ofensivo bem desenvolvido”, elogiou, ao compará-lo com o Corinthians, oponente da semifinal do Paulista, no fim de semana.

“O Corinthians tem uma força ofensiva com Alexandre Pato, Emerson, Guerrero, Romarinho, como o Atlético tem Ronaldo, Bernard, Jô, Tardelli. A forma de jogar do Atlético depende muito de seus volantes, Pierre e Leandro Donizete, assim como o Corinthians com Paulinho e Ralf”, apontou.

Para o confronto de quinta-feira com o Atlético, no Morumbi, Ney Franco tem só um desfalque confirmado: o atacante Luis Fabiano, que voltou a atuar no último domingo, na vitória por 1 a 0 sobre o Penapolense, ainda tem uma partida de suspensão a cumprir na competição.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade