Futebol/Mercado - ( )

Nobre diz confiar em Bruno, mas buscará novo goleiro se Kleina pedir

William Correia e Bruno Grossi * São Paulo (SP)

Para esta temporada, após ser rebaixado no Brasileiro com Bruno como titular e ver Raphael Alemão falhar em dois jogos, Gilson Kleina solicitou a contratação de Fernando Prass. Para os decisivos jogos contra Santos e Tijuana, porém, o veterano goleiro não estará à disposição. E bastará ao técnico, mais uma vez, solicitar um novo nome para a diretoria correr atrás de um reforço.

“Se o Kleina nos pedir, vemos o que vamos fazer”, avisou o presidente Paulo Nobre, reiterando, porém, que ainda não foi procurado pelo técnico para falar do assunto. “Essa é uma decisão técnica, tem que ser conversada com o Kleina. Não é uma decisão da diretoria. E até agora não foi pedido nada, ele não me falou absolutamente nada sobre isso.”

No Campeonato Paulista, resta ao treinador usar os goleiros que tem no elenco, pois não é mais possível fazer inscrições – e o quarto goleiro Fábio terá que ser reserva porque Alemão atuou pelo time B na Série A3. Na Libertadores, os dirigentes teriam só esta semana para buscar alguém mais confiável, o que é improvável diante do curto tempo e as escassas opções no mercado – os inscritos, além de Prass, são Bruno e Raphael Alemão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Bruno falhou duas vezes no domingo e não inspira confiança, mas deve jogar até a estreia na Série B
Assim, restará ao palmeirense acreditar em Bruno, goleiro que ainda não inspira confiança. O camisa 1 era preparado para substituir Marcos, mas já tinha perdido espaço para Deola e não aproveitou a má fase do hoje arqueiro do Vitória. No domingo, Bruno falhou feio de novo, nos dois gols da derrota para o Ituano que forçaram o time a ter que encarar o Santos em jogo único das quartas de final do Paulista.

Mas Paulo Nobre faz questão de incentivar o substituto de Fernando Prass. “O Palmeiras foi campeão da Copa do Brasil no ano passado com o Bruno. É um grande goleiro e tem a nossa total confiança”, falou o presidente, lembrando que o contestado jogador terminou a Copa do Brasil com o prêmio de melhor de sua posição.

É nesse passado recente que o torcedor terá de acreditar. Uma luxação no ombro esquerdo deixará Fernando Prass fora dos jogos por, ao menos, seis semanas. O titular não terá condições de atuar mais pelo Paulista mesmo que a equipe chegue às finais, e só deve estar liberado para as quartas de final da Libertadores. Está fora até da estreia na Série B do Brasileiro, em 25 de maio.

*especial para a GE.net

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade