Futebol/Bastidores - ( )

Otimista, Galhardo mira sequência e promete mais chutes longos

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Depois de marcar o primeiro gol do Santos na vitória sobre o Flamengo-PI, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, o lateral-direito Rafael Galhardo esbanjou otimismo e destacou que espera dar sequência como titular na equipe praiana, aprimorando cada vez mais o seu futebol.

Com Bruno Peres ainda em recuperação de uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, Galhardo será mantido no time santista para enfrentar a Penapolense, no próximo domingo, a partir das 16 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em duelo válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

“A ‘briga’ é boa, cada um está procurando fazer o seu trabalho. Infelizmente, ele se machucou e está fora, como aconteceu comigo no ano passado. Mas eu venho trabalhando para aproveitar as oportunidades que tenho recebido. Tenho que estar preparado para assumir a posição”, disse o ala.

Rafael Galhardo ainda contou que o técnico Muricy Ramalho tem insistido para que ele atue mais solto, subindo mais constantemente ao ataque. “O Muricy tem conversado bastante comigo, pois ele quer os laterais apoiando mais. Ele me deu um pouco mais de liberdade nesse último jogo. O Renê Júnior, o Edu (Dracena) e o Arouca estavam fazendo a cobertura do meu lado, me dando mais segurança para atacar com liberdade”, comentou.

Sobre o gol diante dos piauienses, marcado em um chute de longa distância, aos 25 minutos do segundo tempo, o lateral-direito lembrou que este foi o seu primeiro tento marcado pela equipe alvinegra, em jogos oficiais – Galhardo havia balançado as redes na goleada por 4 a 0 sobre o Grêmio-SP, em amistoso antes do início da disputa do Campeonato Paulista.

Confiante, o jogador prometeu manter as tentativas de fora da área nas próximas partidas. “Sempre tive essa qualidade, sempre chutei bem. Tentei em todos os jogos, não fui feliz, mas nesse jogo apareceu a oportunidade e acabei acertando. Um gol é sempre importante para o atleta, dá um ânimo a mais. Todo jogador sonha em fazer um gol, acertar os passes, cruzamentos... Quando isso acontece, você consegue arriscar mais”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade