Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Pai de Neymar garante filho na Vila até 2014, mas descarta renovação

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Durante o lançamento do personagem em quadrinhos Neymar Jr., do cartunista Mauricio de Sousa, o futuro do atacante do Santos esteve entre os temas principais do evento, realizado nesta quinta-feira, no Salão de Mármore da Vila Belmiro. Um dos responsáveis por decidir os destinos de carreira do craque, Neymar da Silva Santos, pai da Joia, desmentiu os rumores de um possível acordo com o Barcelona (Espanha) e deu garantias de que o filho deve continuar na Vila Belmiro, até o fim do seu contrato, que é válido até julho de 2014.

“Até o fim do contrato é certeza. Diria que é 100% para ficar até o fim do contrato. Depois? A gente não sabe, não posso dizer. Mas eu acho que o Neymar vai ter cumprido uma etapa importante no país, passando por muita coisa e jogando uma Copa do Mundo aqui no futebol brasileiro. Depois, eu como pai, acho que ele tem de pensar profissionalmente e ir embora. Escolher algum clube na Europa. Mas, hoje, nós queremos cumprir o contrato. Se as coisas acontecerem antes, não será uma escolha nossa”, disse Silva Santos.

Indagado sobre a intenção da diretoria santista, em estender o vínculo de Neymar, o pai do atacante negou que o staff do jogador tenha rejeitado uma oferta de renovação da cúpula alvinegra.

No entanto, Neymar da Silva Santos praticamente descartou a possibilidade de que o contrato seja prorrogado. “Não rejeitamos nenhuma proposta. A negociação de renovação está acontecendo, estamos tentando achar uma fórmula para resolver isto. Mas o que vai fazer o Neymar ficar aqui? É mais dinheiro? Percentual? Não é isso. Me falem: o que vão oferecer ao Neymar? Se tem alguém para fazer um projeto e oferecer alguma coisa ao Neymar aqui no Brasil me fale e ajude ao Santos. O problema do Neymar não é financeiro”, explicou.

O pai do atleta ainda comentou as notícias publicadas pela imprensa espanhola, sobre um possível acordo com o Barça. Silva Santos negou a existência de um pré-acerto de Neymar com os catalães, que entraria em vigor depois da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

“Não tem como. Não dá para esconder um negócio desses, a Fifa não permite. O pré-contrato só existe seis meses antes (do fim do vínculo atual), quem fala isso diz uma besteira. Que garantia vou dar ao clube? Não existe isso. É muito inocente acreditar numa especulação deste tipo, porque não dá para vender sem ter segurança. Não tem como. Legalmente não dá para fazer. Um clube como o Barcelona ou o Real Madrid vai pagar um ano antes? Que segurança um deles teria, com o Neymar jogando no futebol brasileiro?”, indagou.

Por fim, o pai de Neymar ainda ironizou as especulações acerca do futuro de seu filho. “O Neymar tem um contrato a cumprir. Não aceitamos conversar, porque o Neymar tem um contrato com o Santos. O clube não vende e o Neymar não sai. Aqui no Brasil, já colocaram o Neymar umas três vezes no Barcelona, umas quatro no Real Madrid, fora o Chelsea e outros clubes. Não dá para rebater toda hora esse tipo de especulação”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade