Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Para aliviar crise e seguir líder, São Paulo visita o Botafogo-SP

Ribeirão Preto (SP)

Na dependência de uma vitória diante do líder Atlético-MG e uma combinação de resultados no embate entre Arsenal de Sarandí e Strongest, o São Paulo trata com pessimismo a possibilidade de classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. Simultaneamente, no entanto, o time do técnico Ney Franco tenta seguir na liderança do Campeonato Paulista e encara o Botafogo de Ribeirão Preto neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no estádio Santa Cruz.

Se na competição continental os modestos quatro pontos somados em cinco partidas podem significar a eliminação, no Estadual a situação é diferente: são 35 pontos somados em 15 partidas, uma a menos que a maioria dos seus adversários. Contra 34 da Ponte Preta, a perseguidora mais direta, o Tricolor já garantiu a vaga nas quartas de final, mas entra em campo nas últimas quatro partidas tentando garantir liderança e vantagem na fase de mata-mata.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Ney Franco tem o trabalho contestado, mas a confiança do presidente Juvenal Juvêncio
Para aliviar sua dor de cabeça na Libertadores, o Tricolor dá atenção exclusiva ao Estadual até o dia 17, quando recebe o Atlético-MG colocando em jogo suas últimas fichas em busca do tetracampeonato continental. Porém, apesar da distância entre a derrota desta quarta-feira, na Bolívia, e o próximo embate, Ney Franco decidiu mandar apenas reservas para Ribeirão Preto.

O meia Jadson e o atacante Osvaldo, convocados pela Seleção Brasileira para amistoso contra a Bolívia, já seriam desfalque. A eles, juntam-se, por opção do treinador, Rogério Ceni, Paulo Miranda, Rafael Toloi, Edson Silva, Thiago Carleto, Denilson e Paulo Henrique Ganso. Por outro lado, recuperado de uma torção no tornozelo esquerdo, o zagueiro Lúcio treinou normalmente desde sexta-feira e foi relacionado para o confronto.

Já Luis Fabiano, suspenso na Libertadores, segue com dores na panturrilha esquerda e foi vetado pelos médicos. No sábado, o atacante foi um dos principais alvos de protesto realizado em frente ao CT da Barra Funda pela principal torcida organizada tricolor. Os torcedores chamaram o artilheiro da equipe de "amarelão" e "pipoqueiro" e, tal qual em 2004, pediram sua saída.

Praticamente garantido na Série D do Campeonato Brasileiro para o segundo semestre, o Botafogo ainda faz campanha irregular, acumulando duas derrotas e três vitórias nas rodadas anteriores – no último sábado, bateu o Ituano fora de casa, por 2 a 1. Em sexto lugar na tabela de classificação, o técnico Marcelo Veiga conta apenas com o desfalque do meio-campista Fábio Gama, suspenso por acúmulo de cartões amarelos.

Em contrapartida, o comandante contará com os retornos do zagueiro Cris e do volante Zé Antônio, líderes do elenco, que cumpriram suspensão em Itu. “Nossa equipe tem demonstrado que tem um padrão de jogo, que tem uma maneira de jogar dentro de casa muito forte. É colocar isso em pratica também diante do São Paulo”, comentou Cris, antes de completar: “Nossa torcida é o 12º jogador. Nosso torcedor sempre comparece e claro que num jogo desta importância o numero deve ser ainda maior”.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-SP x SÃO PAULO

Local: estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP
Data: 07 de abril de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

BOTAFOGO-SP: Rafael; Igor, Preto Costa e Cris; Daniel Borges, César Gaucho, Zé Antônio, Danilo Bueno e Giovanni; Francis e Nunes
Técnico: Marcelo Veiga

SÃO PAULO: Denis; Rodrigo Caio, Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Maicon e Cañete; Aloísio, Wallyson e Ademilson
Técnico: Ney Franco

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade