Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Paraná Clube comemora empate suado, mas admite atuação ruim

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

A estreia do Paraná Clube na Copa do Brasil 2013 foi longe daquilo que o torcedor e a comissão técnica paranista esperavam, já que o time viajou com esperança de eliminar no jogo de ida contra o São Bernardo, que entrou em campo com um time desfalcado. Porém, o empate em 1 a 1, após uma atuação apagada, pode ser comemorado como uma vitória, especialmente pelo gol marcado fora de casa.

Autor do gol de empate, aos 42 minutos da etapa final, em uma cobrança de falta magistral, o meia Rubinho sabe do valor do resultado e lembrou os treinos exaustivos para chegar a essa perfeição. “Foi importante, tive a felicidade de acertar uma bola parada que eu e o Lúcio (Flávio) treinamos bastante. Fiz esse gol de empate, que foi muito importante para nós”, avaliou.

Depois dos 45 minutos iniciais com muito sufoco e uma pequena melhora depois do intervalo, o volante Júnior capixaba admite o puxão de orelhas do técnico Toninho Cecílio, mas acha que ainda assim não foi suficiente para o time cumprir o que foi pedido. “Ele pediu para a gente segurar a bola lá na frente, não estávamos conseguindo. Também não foi possível, tem jogo que a gente não consegue. Mas fizemos o resultado que acabou sendo bom. Agora é trabalhar para buscar essa classificação”, projetou.

Para o meia Lucio Flávio, o futebol apresentado mostrou que trabalho será mesmo a palavra chave e o time necessita arrumar muitas coisas antes do confronto da volta, na Vila Olímpica, em Curitiba. “Não fizemos um bom jogo e foi um resultado que agrada por ter feito o gol fora de casa. Mas vai ter que melhorar bastante para seguir na Copa do Brasil”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade