Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Pato se diz feliz mesmo na reserva e promete agarrar oportunidades

Helder Júnior São Paulo (SP)

Contratação mais cara da história do futebol brasileiro, Alexandre Pato ainda não conseguiu se firmar como titular do Corinthians. Mas não está incomodado com a reserva. Após a goleada por 4 a 0 sobre a Ponte Preta, que classificou o seu time às semifinais do Campeonato Paulista, o astro voltou a se dizer contente no clube do Parque São Jorge.

“Estou feliz”, sorriu Alexandre Pato. “Venho trabalhando e respeito as decisão do professor. Vou aproveitar ao máximo as oportunidades que ele me dá”, complementou o atacante.

Contra a Ponte Preta, Pato agarrou a sua chance: substituiu Romarinho e marcou um belo gol para fechar a vitória, após desperdiçar outros lances. “Vivo disso. Infelizmente, as duas primeiras bolas não entraram, mas fui feliz no final e consegui fazer o gol”, comentou.

Tite também reparou nas chances de gol perdidas por Pato. “No jogo todo, quem mais teve oportunidades foi ele, que jogou 25 minutos e marcou no final”, lembrou, sem deixar de ressaltar a qualidade de seu atacante. “Eu já tinha dito para o Douglas prestar atenção, pois o Pato é muito rápido e joga no limite do impedimento. Assim, era só dar cavadinha para deixá-lo na cara do gol.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Pato se destacou com um gol marcado sobre a Ponte Preta - tal qual Romarinho, Emerson e Guerrero
Pato não foi o único a merecer elogios pela atuação de domingo, no Moisés Lucarelli. Seus concorrentes de posição – Guerrero, Emerson e Romarinho – também marcaram gols. Segundo Tite, o bom momento do trio é a principal causa para o seu maior reforço para a temporada estar na reserva.

“A quantidade de opções que tenho é fundamental. A linha de três jogadores atrás do Guerrero, formada por Emerson, Danilo e Romarinho, me dá muita variáveis. São atletas com características diferentes, que podem mudar de função no decorrer das partidas”, lembrou, contente com as alternativas ofensivas. “Para quem era retranqueiro, estou melhorando, né?”, disse, rindo.

Pato compreende o bom humor de Tite. O atacante é mais um dos jogadores que valorizam o senso de justiça do treinador para definir a formação titular do Corinthians. Tanto é que não falou em individualidades diante da Ponte: “Eu sou eu mesmo. O que prevaleceu foi a nossa força coletiva. Conseguimos fazer 4 a 0, um grande resultado”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade