Futebol/Copa Libertadores - ( )

Prass não vê derrotas como parâmetro e ressalta força no Pacaembu

Callao (Peru)

O Palmeiras perdeu todos os seus jogos como visitante na Libertadores, mas nenhum deles deve ser parâmetro na opinião de Fernando Prass, nem mesmo a derrota para o já eliminado Sporting Cristal. O jogador mais experiente do elenco prefere ver a campanha na fase de grupos pelo lado positivo: 100% de aproveitamento no Pacaembu.

“Mostra como é vantajoso jogar em casa na Libertadores, que o fator local conta muito. Justamente por isso é vantagem fazer o segundo jogo em casa para qualquer equipe, e ainda mais para nós”, lembrou o goleiro, sem usar o mesmo critério em sua avaliação para falar dos tropeços fora do Brasil.

“Não dá para levar isso em consideração. É outra história a partir de agora”, disse o camisa 25, minimizando também a derrota no Peru, que interrompeu uma sequência que era de cinco vitórias. “Cada jogo é uma história. Não dá para pegar um jogo como parâmetro e esquecer os outros 20”, opinou.

Otimista, Fernando Prass vê benefícios mesmo se o time não derrotar o Tijuana em nenhum dos dois jogos das oitavas de final. “É melhor jogar em casa sabendo o resultado que precisa fazer. Tem também a situação dos pênaltis, é melhor estar em casa nessa situação. Qualquer vantagem é boa.”

Pensando assim, o goleiro aponta o Verdão ainda na ascensão estabelecida após perder por 6 a 2 para o Mirassol, há três semanas. “Passamos por dificuldades principalmente naquele jogo fatídico, mas já vínhamos em uma crescente boa. Agora é remontar de novo. Não é um jogo que vai nos atrapalhar”, definiu, sem esconder o alívio pela liderança na chave na Libertadores. “É sempre ruim perder. Ainda bem que conseguimos ficar em primeiro.”

Djalma Vassão/Gazeta Press
Goleiro lembra que time se sente tão em casa no Pacaembu que se classificou somando seus nove pontos no estádio

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade