Futebol/Copa Libertadores - ( )

Ralf prevê Boca mordido: "Vamos ter que atropelar de novo"

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Os jogadores do Corinthians se lembram bem da catimba do Boca Juniors na decisão da última Copa Libertadores. Como terão de superá-la novamente nas oitavas de final da competição sul-americana neste ano, eles esperam ainda mais provocações.

“Por ser um time argentino e por já ter perdido para a nossa equipe, eles vão vir para cima da gente com a faca nos dentes, como diz o Tite. Precisamos jogar com a mesma atenção e com a mesma tranquilidade que mostramos em 2012”, afirmou o volante Ralf.

De acordo com o camisa 5, a vontade de revanche dos argentinos vem acompanhada de um respeito grande. “É importante. Temos de fazer prevalecer isso e, com todo o respeito, atropelar o time deles de novo”, sorriu o cabeça de área.

Divulgação/Agência Corinthians
Ralf está pronto para repetir a boa marcação que fez em Riquelme no ano passado (foto: Daniel Augusto Jr.)
Já Tite preferiu falar muito pouco sobre o confronto do defensor do título com o atual vice-campeão sul-americano. Em momento extremamente Tite, o treinador preferiu comentar as quartas de final do Campeonato Paulista, mais próximas, e se limitou a fazer um elogio genérico ao adversário portenho.

“Alguns times tiveram uma pontuação baixa na fase de grupos, mas têm grande potencial de crescimento. É o caso do Boca Juniors e o caso do São Paulo, o do Grêmio também. Por isso, acho que o nosso confronto com o Boca e o embate do São Paulo com o Atlético-MG são os que chamam mais a atenção na próxima fase”, comentou o gaúcho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade