Futebol/Campeonato Paulista - ( - Atualizado )

Rebaixado pela 1ª vez, Rivaldo cita sua história para não se abater

São Paulo (SP)

A seis dias de completar 41 anos de idade, Rivaldo, considerado o melhor jogador do mundo em eleição da Fifa em 1999, foi rebaixado pela primeira vez na carreira. E se apega ao seu passado para não se abater por ter participado da campanha que levou o São Caetano à segunda divisão do Campeonato Paulista.

“Estou muito triste com o rebaixamento do São Caetano, nunca passei por um momento deste...”, escreveu sem seu Twitter o veterano jogador, que voltou ao futebol brasileiro nesta temporada depois de passar um ano defendo o Kabuscorp, de Angola.

“Mas eu tenho uma linda história no futebol e não vou me abater, vou seguir lutando. Sei que Deus está no controle da minha vida”, continuou escrevendo em seu microblog o meia que tem contrato com a equipe do ABC até o final de dezembro.

Contratado em janeiro, Rivaldo foi titular e capitão no empate por 1 a 1 com o Penapolense, neste sábado, partida que definiu o rebaixamento do Azulão para a Série A2 do Estadual. O clube estava na primeira divisão de São Paulo desde 2001.

O camisa 10 da última Copa do Mundo vencida pela Seleção Brasileira, em 2002, vive realmente uma situação inédita como profissional. Com passagens por Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Santa Cruz e Mogi Mirim, no Brasil, La Coruña e Barcelo, na Espanha, Milan, na Itália, Olympiakos e AEK Atenas, na Grécia, Bunyodkor, no Uzbequistão, e Kabuscorp, na Angola, Rivaldo nunca tinha caído.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Meia, que completará 41 anos na sexta, foi capitão na campanha que levou o São Caetano à segunda divisão paulista

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade