Futebol/Cámpeonato Inglês - ( - Atualizado )

United é campeão com 4 rodadas de antecedência em dia de Van Persie

Manchester (Inglaterra)

Pela 20ª vez, o Manchester United é o campeão inglês. Nesta segunda-feira, os Red Devils venceram o Aston Villa por 3 a 0 e conquistaram o título com quatro rodadas de antecedência. Diante de mais de 75 mil torcedores que foram a Old Trafford, a equipe de Sir Alex Ferguson chegou 84 pontos e não pode mais ser alcançada pelo vice-líder, arquirrival e campeão da temporada passada Manchester City.

Até aqui, o United teve mais de 82% de aproveitamento, com 27 vitórias, três empates e quatro derrotas. Agora, a equipe tenta ultrapassar os 95 pontos conquistados pelo Chelsea na temporada 2004/05 e estabelecer um novo recorde.

O nome da partida desta segunda foi o atacante holandês Robin Van Persie. Vindo do Arsenal no começo da temporada, ele marcou três gols e assumiu a artilharia do torneio, com 24 pontos. Quem também esteve em campo como titular nesta segunda foi o lateral direito Rafael. O volante Anderson é outro brasileiro que integra o elenco campeão, embora não venha atuando com frequência.

Com a conquista desta segunda, a equipe de Old Trafford ficou dois títulos à frente do Liverpool, o segundo maior campeão da Premier League, que ergueu a taça 18 vezes.

AFP
Robin Van Persie deu show, marcou três gols e assumiu a artilharia do Campeonato Inglês (foto: Paul Ellis)
O jogo – A festa começou cedo em Old Trafford. Com um minuto de jogo, Rafael cruzou para Giggs, que por sua vez passou para Van Persie. O artilheiro, livre, mandou para as redes, abrindo o placar.

Logo no início da partida também ficou evidente o posicionamento de Wayne Rooney, que depois de ser escalado por Ferguson como meia ao longo da temporada, jogou nesta segunda ainda mais recuado, quase como um volante. E a alteração deu certo. Aos 12 minutos, foi ele quem deu um longo e preciso lançamento em direção a Van Persie, que bateu sem deixar a bola cair, marcando um golaço.

A proximidade do título impediu que a adrenalina caísse em Old Trafford. Do alto de seus 39 anos, Ryan Giggs era um dos jogadores que ditavam o ritmo dos campeões. Aos 32 minutos, ele recebeu passe de Kagawa e tocou para Van Persie, que novamente não decepcionou e marcou o terceiro.

Com praticamente as duas mãos na taça, o Manchester acabou caindo de rendimento no segundo tempo. Embora continuasse superior ao Aston Villa, sem perder a posse de bola, a equipe anfitriã diminuiu o ritmo e não criava mais chances de perigo. Pela mesma situação passava o Aston Villa, que esbarrava não na falta de vontade, mas na pouca criatividade. A equipe tem 35 pontos e está apenas uma posição à frente da zona de rebaixamento.

Para botar sangue novo na partida, Ferguson substituiu Rooney por Welbeck. Como era de se esperar, a mudança na escalação pouco fez para alterar o clima da partida, cuja ansiedade geral aumentava à medida em que o relógio se aproximava do final do jogo. A vitória e o título vieram aos 47 minutos do segundo tempo, quando o árbitro colocou fim ao jogo e deu início à festa da parte vermelha de Manchester.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade