Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Atletismo/GP de Uberlândia - ( - Atualizado )

Duda atinge índice no salto em distância; Augusto Silva bate recorde

Uberlândia (MG)

Nesta quinta-feira, Mauro Vinícius da Silva, o Duda, atingiu índice para o Mundial de Moscou no salto em distância. O atleta da BM&FBovespa alcançou, no GP Internacional Caixa/Sesi de Atletismo, em Uberlândia (MG), a marca de 8,14 m logo na primeira tentativa e venceu a prova, superando o índice CBAt para Moscou, de 8,10 m. A prata ficou com o brasileiro Tiago da Silva (7,88 m) e o bronze com o peruano Jorge Mc Farlane (7,77 m).

“Sabia que era só ter tranquilidade que o índice sairia”, disse Duda, que também bateu o recorde do GP com o resultado, já que o anterior pertencia a Rubens dos Santos Júnior, que cravou 7,56 m em 2010.

O técnico Aristides Junqueira, o Tide, do Clube de Atletismo BM&FBovespa, elogiou a apresentação de Duda. “Hoje o Duda estava bem para saltar. Fez outros dois bons saltos, de 8,08 m e 8,09 m, e vai competir no GP de São Paulo, domingo, mais sossegado. O ideal seria ter feito logo o índice A da IAAF, de 8,25 m, mas, de todo jeito, já é um peso a menos”, falou o treinador.

Agência Luz/BM&FBOVESPA
Mauro Vinícius da Silva conseguiu seu objetivo e conquistou índice para o Mundial de Moscou

Outro destaque desta quinta-feira foi Augusto Dutra de Oliveira, que quebrou o recorde sul-americano do salto com vara. O atleta, que já tinha obtido índice para o Mundial na prova, com 5,71 m, saltou 5,81 m, melhorando a marca de 5,80 m, que pertencia a Fábio Gomes da Silva, companheiros de BM&FBovespa, desde fevereiro de 2011.

O técnico Elson Miranda comemorou demais o desempenho de seu pupilo: “Nossa, foi um resultadão! Fizemos uma prova curta. Ele passou na segunda tentativa os 5,40 m, foi para 5,60 m e passou na primeira e depois já saltou 5,81 m. O Augusto está numa fase maravilhosa e as condições estavam boas, com clima favorável, sem vento. Pena que o público era pequeno na área do salto com vara”.

Augusto Dutra, de 22 anos de idade, vinha de uma conquista de medalha de ouro no GP de Belém, disputado no último domingo, quando ele atingiu a marca de 5,70 m.

O campeão mundial juvenil, Thiago Braz ficou com a medalha de bronze, com 5,50 m, mesma marca do cubano Lázaro Borges, que ficou com a prata.

“O Thiago quase chegou ao índice. O trabalho está indo”, disse Elson, que frisou que Augusto Dutra poderia ter saltado ainda mais alto, mas com o resultado, resolveu parar. “Ele volta a competir em São Paulo, no domingo (19/5) e depois no Troféu Brasil”, finalizou.

Quem também levou medalha de ouro foi Ronald Julião, também do Clube de Atletismo BM&FBovespa, depois de atingir a marca de 61,09 m no lançamento de disco. O brasileiro, que já está classificado para o Mundial de Moscou, foi para o pódio juntamente com os norte-americanos Lance Brooks (59,45 m) e Jarred Rome (59,04 m).

Fábio Gomes da Dilva está fora do Mundial - Fábio Gomes da Silva, que já tinha índice para o Mundial de Moscou, em agosto, vai ficar fora do restante das competições de 2013 por conta de uma ruptura do tendão calcâneo, ocorrida durante um salto no GP de Belém. O atleta será dubmetido a cirurgia nesta sexta-feira e deve ficar seis meses em recuperação.

Wagner Carmo/CBAt
Augusto Dutra bateu o recorde sul-americano no salto com vara

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade