Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Atletismo/Salto com Vara - ( - Atualizado )

Fabiana Murer conquista a prata em seu retorno às competições

Nova Iorque (Estados Unidos)

Recuperada de lesão no tendão de Aquiles, Fabiana Murer voltou a competir neste sábado. Em grande estilo, a campeã mundial do salto com vara ficou com a medalha de prata da etapa de Nova Iorque da Liga Diamante. Sob frio de 10º C, a brasileira saltou 4,53m e foi superada apenas pela atual campeã olímpica Jennifer Suhr, dos Estados Unidos.

"Me senti bem fisicamente, apesar do frio. Saltei de calça e camiseta. O frio não permitiu que a gente usasse top. Com essa temperatura, a corrida não ficou tão solta quanto eu gostaria, mas saltei bem os 4,53 m”, relata Fabiana. Além de marcar o retorno da atleta, a etapa deste sábado foi também a primeira competição ao ar livre disputada por ela em 2013.

“Foi minha primeira competição depois de superada a lesão, a primeira ao ar livre. Estava treinando bem, mas não tinha nenhuma previsão de quanto poderia saltar em Nova York. Gostei do resultado. Aos poucos, vou retomar minha melhor forma, me readaptar às competições e ganhar ritmo para o Mundial”, completa.

Wagner Carmo/CBAt
Murer garantiu a medalha de prata em seu retorno às competições, na etapa de Nova Iorque da Liga Diamante
A medalha de bronze ficou com a cubana Yarisley Silva, que também saltou 4,53m, mas levou a pior no desempate com Fabiana. Com o resultado, a brasileira soma dois pontos no circuito de provas da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) e assume a segunda colocação na classificação geral.

Visando adquirir ritmo para o Mundial de Atletismo de Moscou (RUS), programado entre os dias 10 e 18 de agosto, Fabiana Murer retorna para São Paulo para a disputa do Troféu Brasil, entre 6 e 9 de junho, última competição em solo nacional antes da série de competições que irá encarar na Europa. Serão duas etapas da Diamond League, em Oslo, dia 13 de junho, e em Birmingham, dia 30, uma prova na Suécia, o Folksan GP, no dia 15, e uma prova de rua, em Holf, na Alemanha, dia 22.

"Faz dois anos que eu não disputo o Troféu Brasil por causa da temporada internacional. Mas é uma competição de clube, tem o clima de estar com a equipe e eu gosto muito", conclui.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade