Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Apenas dez ingressos foram vendidos para Bahia e Luverdense

Salvador (BA)

Acostumada a lotar estádios, a torcida do Bahia decidiu não comparecer à Arena Fonte Nova para o jogo de volta da Copa do Brasil entre o Tricolor e o Luverdense, na noite desta quarta. Ao que tudo indica, a campanha “Público Zero” tem obtido sucesso, já que até o início desta tarde apenas dez ingressos haviam sido vendidos de maneira antecipada para a partida. Foram disponibilizadas 10 mil entradas.

O protesto foi idealizado após a derrota por 7 a 3 para o Vitória na primeira partida da decisão do Campeonato Baiano. Antes disso, o Bahia já havia perdido outras duas partidas para o maior rival, uma delas por 6 a 2, na partida de estreia da Arena Fonte Nova. Além das goleadas e a campanha irregular no estadual, o Tricolor também vai mal na Copa do Brasil, tendo que reverter a derrota por 2 a 0 sofrida no jogo de ida, em Mato Grosso.

AFP
Arquibancadas da Arena Fonte Nova devem ficar vazias na partida entre Bahia e Luverdense
Entretanto, o time não é o principal alvo dos torcedores. O principal pedido dos organizadores do movimento é a renúncia do presidente Marcelo Guimarães Filho, à frente do clube desde 2009, dando sequência ao seu grupo, no comando do Bahia desde a década de 90.

Em meio a toda esta crise, a diretoria tricolor segue à procura de um novo treinador para substituir Joel Santana, despedido após o vexame de domingo. Os preferidos para o cargo são Cristóvão Borges, sem emprego desde que deixou o Vasco, em setembro de 2012, e Paulo Bonamigo, no futebol árabe desde que deixou o Bahia, em 2009. Na ocasião, livrou o time da queda para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade