Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Apesar de lesão na costela, Fred descarta deixar Seleção Brasileira

Rio de Janeiro (RJ)

Principal referência no setor ofensivo da Seleção Brasileira na atualidade, o centroavante Fred começou sua preparação para a Copa das Confederações com uma lesão na costela, sofrida durante treinamento do Fluminense na última semana. Apesar do problema físico, o atacante defendeu o time tricolor contra o Olimpia, nesta quarta-feira, e afirmou que não deixará a equipe verde-amarela nos próximos dias.

“São dores que eu consigo suportar bem, ainda mais com o tratamento que está sendo feito. Não haverá nenhum problema”, disse. “Sei que o mais correto é um tratamento conservador e evitar algumas coisas. Entretanto, todas as vezes que eu tentei e fiz esse sacrifício, valeu a pena. Fiz o pedido para treinar e jogar, pois levarei normalmente esse tipo de dor”, completou.

Fred teve a lesão constatada na última semana, mas ainda entrou em campo na derrota por 2 a 1 contra o clube paraguaio, que eliminou o Fluminense na Copa Libertadores da América. Em Assunção, o centroavante sofreu marcação acirrada dos atletas adversários e reclamou de deslealdade em alguns momentos. O atacante, inclusive, tomou comprimido para dor durante o jogo de quarta-feira.

O Departamento Médico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) observará o comportamento de Fred nos próximos dias. Titular sob o comando de Luiz Felipe Scolari, o centroavante pode ser substituído por Leandro Damião no amistoso contra Inglaterra, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã.

Wander Roberto/Vipcomm
Sob comando de Felipão, Fred marcou três gols em três partidas pela Seleção Brasileira

“O Fred se apresentou (quinta-feira), foi avaliado e não detectamos absolutamente a menor necessidade de corte. Fizemos um exame de imagem para comparar com o que tínhamos antes do jogo, e o resultado foi exatamente o mesmo. É um processo de recuperação que leva entre duas e três semanas. O risco que ele corre é ter alguma dor quando levar uma pancada”, completou o médico José Luiz Runco.

A trajetória brasileira na Copa das Confederações começará em 15 de junho, às 16 horas (de Brasília), quando duela com o Japão, no Estádio Nacional, em Brasília. Na sequência, o time verde-amarelo enfrenta o México, no Castelão, em 19 de junho, e a Itália, três dias depois, no Maracanã. Antes disso, ainda joga amistosamente contra a França, dia 9, em Porto Alegre.

Na outra chave da competição, Espanha, Uruguai, Taiti e Nigéria medem forças, Os dois primeiros colocados de cada grupo garantem vaga nas semifinais, que ocorrerão em 26 e 27 de junho, em Belo Horizonte e Salvador, respectivamente. A decisão será no Maracanã, em 30 de junho. No mesmo dia, a capital baiana recebe a disputa pelo terceiro lugar.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade