Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Atento ao estado de Tito, Barcelona cogita contratar novo treinador

Barcelona (Espanha)

Operado em dia 20 de dezembro de 2012 para retirada de um câncer na glândula parótida, o treinador do Barcelona, Tito Vilanova, segue em fase de recuperação de seu problema físico. Atentos ao estado de saúde do técnico, os dirigentes do clube catalão já cogitam a possibilidade de não tê-lo na próxima temporada e cogitam a contratação de um novo comandante, segundo publicou o jornal Marca, neste domingo.

Realizando tratamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos, Vilanova ficará na cidade norte-americana nos próximos dias para ser supervisionado por seus médicos. A expectativa é de que o treinador seja liberado para trabalhar normalmente na próxima temporada e cumprir seu contrato, mas também é certo que precisará retornar aos Estados Unidos em outra oportunidade.

Com este cenário, o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, espera conversar com o técnico ao término desta temporada. O mandatário deseja que o treinador tenha 100% de condições de cumprir seus compromissos pelo time blaugraná, ao contrário do que aconteceu nos últimos meses, quando precisou ser substituído por seu auxiliar, Jordi Roura, em algumas partidas.

O clube catalão, inclusive, já teria estabelecido seus primeiros contatos com o comandante do Málaga, Manuel Pellegrini. Dirigentes do Barcelona ligaram para o treinador para saber se eram verídicas as informações da imprensa inglesa de que estaria acertando com o Manchester City, que demitiu o italiano Roberto Mancini na última segunda-feira.

Assistente de Josep Guardiola entre 2008 e 2012, Tito Vilanova assumiu o comando do time catalão no início desta temporada, acertando contrato até 2014. Mesmo atrapalhado por seu estado de saúde, o treinador conseguiu conduzir o Barcelona ao título espanhol, superando o arquirrival Real Madrid. No entanto, na Liga dos Campeões da Europa, sucumbiu diante do Bayern de Munique (Alemanha) nas semifinais.

AFP
Aos 43 anos, o treinador Tito VIlanova segue em busca de superar câncer na glândula parótida

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade