Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Carleto conta com bolas paradas para manter Juan na reserva

Helder Júnior São Paulo (SP)

O lateral esquerdo Thiago Carleto tem um trunfo para não perder a sua posição entre os titulares do São Paulo. Com um novo concorrente, já que Juan foi reintegrado ao elenco e Cortez acabou afastado pela diretoria, o dono da vaga na equipe quer se diferenciar pelas jogadas de bola parada.

“Se você pegar os laterais brasileiros, todos têm características parecidas, sem aquela carência na marcação de antigamente. O meu diferencial é a bola parada, algo que o professor Ney Franco cobra bastante. Tenho treinado muito, procurado caprichar. O pessoal até precisa me pedir para parar um pouco de bater faltas antes dos jogos”, argumentou.

Para Carleto, o excesso de treinamentos já deu resultados. “Tenho acertado bastante nos jogos. Os números estão aí para provar. É claro que erro em alguns momentos, e a torcida até pega no meu pé, mas isso é normal. Sei que devo me esforçar para as bolas chegarem à área, pois o São Paulo conta com excelentes cabeceadores”, afirmou.

O jogador tem consciência também de que não poderá relaxar em sua rotina de treinamentos de bolas paradas. Juan está animado com a oportunidade que teve de integrar o grupo de Ney Franco e promete usar a experiência para barrar o cobrador de faltas Thiago Carleto.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Para não ficar sentado no banco de reservas, Carleto capricha nos treinamentos de cobranças de falta
“Devemos saber nos respeitar. Assim como respeitei o Cortez quando cheguei aqui, o Juan vai respeitar o meu momento. Ele é um cara mais experiente, com uma boa história no futebol, e eu também respeito isso”, discursou Carleto, dizendo contar com a confiança do treinador são-paulino.

“Estou trabalhando forte para mostrar que tenho condições de seguir como titular. Apesar da turbulência que houve após a Libertadores, fui mantido no time porque o professor Ney sabe que posso contribuir bastante. Mas a disputa sempre é difícil em uma equipe como o São Paulo”, concluiu o concorrente de Juan.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade