Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Ceni e Cássio tentam superar lesões e erros por redenção no clássico

Luiz Ricardo Fini e Helder Júnior São Paulo (SP)

O clássico entre São Paulo e Corinthians, neste domingo, reserva uma motivação a mais para Rogério Ceni e Cássio. Ambos são admirados por suas respectivas torcidas e estão em momentos diferentes nas carreiras, mas buscam uma grande atuação no Majestoso para superarem o ano marcado por falhas e lesões.

O ídolo são-paulino disputa provavelmente sua última temporada nos campos e tem agora a oportunidade de reencontrar o rival que o derrubou na primeira fase do Campeonato Paulista. A derrota por 2 a 1 no Morumbi revoltou o capitão tricolor, que alegou não ter cometido pênalti em Alexandre Pato.

O atacante corintiano converteu a cobrança, e Ceni carregou as dores no pé direito nas semanas seguintes, inclusive jogando no sacrifício contra o Strongest e cometendo falha na derrota. O erro se somou aos cometidos pelo goleiro em jogos do Paulistão contra Oeste e Ituano.

Já Cássio iniciou 2013 com o status de destaque, depois da atuação decisiva no título do Mundial de Clubes do ano passado, consolidando tudo o que já havia mostrado na campanha vitoriosa da Copa Libertadores da América, quando ganhou a posição de Julio Cesar.

Arte GE.Net
Neste domingo, Rogério Ceni e Cássio poderão ser decisivos na definição do finalista do Estadual
Porém, nesta temporada, o goleiro corintiano amargou uma sequência de problemas clínicos, tendo de fazer tratamento de uma lesão crônica no ombro esquerdo, de contusão muscular na coxa esquerda, de incômodo no quadril e de fratura no punho esquerdo. O jogador só se recuperou deste último contratempo antes do jogo contra o Boca Juniors, mas não conseguiu evitar a derrota – chegou até a colocar a mão na bola fora da área – e pensa agora na reabilitação.

"Estamos sujeitos a isso no futebol. Que bom que temos outra decisão em sequência. Vamos pensar no São Paulo, que é um adversário muito difícil, e queremos nos recuperar fazendo uma grande partida para sair com o resultado positivo", afirmou.

Rogério Ceni, por sua vez, avisou ao elenco que deve mesmo parar de jogar em dezembro e, por isso, o grupo tricolor está motivado para garantir pelo menos um título para marcar a despedida do ídolo ou para convencê-lo a renovar contrato por mais um ano.

"Às vezes, ele fala que é seu último ano, mas sabemos o quanto ele ama jogar com a camisa do São Paulo. Espero que possa continuar por muito tempo, porque tenho muita coisa a aprender com ele", afirmou o meia Paulo Henrique Ganso.

Neste domingo, Rogério Ceni e Cássio poderão ser decisivos na definição do finalista. Em caso de empate no estádio do Morumbi, a vaga será resolvida nos pênaltis, o que colocaria ainda mais atenção no trabalho dos dois.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade