Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Cícero curte fase artilheira, mas se dispõe a ser armador no Peixe

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Com oito gols marcados, o meia Cícero é o vice-artilheiro do Santos no Campeonato Paulista. Feliz com a fase “goleadora” que atravessa, o jogador lembrou que, em outros clubes, também desempenhava bem o seu papel no meio-campo e ajudava o ataque, balançando as redes adversárias.

Para Cícero, o importante é contribuir para que equipe praiana atinja os seus objetivos, como foi diante do Palmeiras, no último sábado, pelas quartas de final do Paulistão – após empate no tempo normal, por 1 a 1, o Peixe eliminou o Verdão, nas cobranças de pênaltis.

“A média eu não sei, mas no Fluminense, eu fiquei um ano e meio lá, e fiz 20 gols. Em todo lugar que eu passo, sou ‘metido’ a fazer uns gols, independentemente da posição que estou jogando. Mas sempre quero dividir o mérito com o time. Se não fossem eles, não adiantaria nada”, afirmou o meio-campista.

Apesar disso, Cícero ressaltou que a sua principal intenção é municiar os atletas do setor ofensivo alvinegro, por ser uma das peças fundamentais no esquema tático do técnico santista, Muricy Ramalho.

“Em toda a partida que eu entro, sempre penso em tentar armar a equipe e fazer um bom jogo. Sempre falei que os gols saem naturalmente, mas se eu não fizer nenhum e contribuir dando uma assistência, fico satisfeito. O mais importante é o Santos. Quero sair de campo vitorioso“, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade