Comercial Expediente Contato
Acompanhe o GE.net
Futebol/Copa Libertadores - ( )

Com rivais em decisões, Palmeiras gosta de estar longe dos holofotes

William Correia São Paulo (SP)

Na semana em que Corinthians e Santos disputam a final do Campeonato Paulista e o São Paulo define sua permanência na Libertadores, o Palmeiras só vai treinar. Eliminado no Estadual e com duelo diante do Tijuana marcado apenas para terça-feira, o único clube grande paulista sem jogos por 14 dias tem profissionais que gostam de ficar afastados dos holofotes.

“Só ajuda tirar um pouco do foco. Passamos por um período em que o foco fomos nós por deslizes que tivemos”, comentou Tiago Real, lembrando que a equipe chamou atenção de todo o Brasil ao perder por 6 a 2 para o Mirassol, rebaixado no Campeonato Paulista, sofrendo todos os gols no primeiro tempo.

Mas a paz tem marcado os dias seguintes ao vexame. “A diretoria, a comissão técnica, o grupo de jogadores, todos têm trabalhado muito bem neste quesito. Os problemas estão bem menores do que no passado. Isso é válido para o grupo, para o clube. O Palmeiras só tem a crescer”, enalteceu o meia.

O período sem tanto destaque, contudo, também é consequência da ineficiência da equipe no Campeonato Paulista, já que foi eliminado logo nas quartas de final, perdendo nos pênaltis para o Santos. Agora, além da Libertadores, o time só terá a Série B do Brasileiro para disputar no resto do semestre.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Apesar da eliminação no Paulista, o meia Tiago Real só apontou benefícios pelos 14 dias sem jogos do Palmeiras
“Mas fizemos um bom Campeonato Paulista. Saímos precocemente, mas a equipe tem evoluído, jogado de maneira consistente. Isso, sem dúvida nenhuma, ajuda. Tanto que não conseguimos vantagem no 0 a 0 com o Tijuana no México, mas foi um bom resultado. E vivemos em um bom ambiente”, disse Tiago Real.

Os 14 dias que distanciam o jogo no México para o de terça-feira, no Pacaembu, decisivo na briga por vaga nas quartas de final da Libertadores, são vistos como trunfo pelo meio-campista. O Palmeiras precisa de vitória por qualquer placar para se classificar, e Tiago Real prevê sua equipe mais preparada para a missão graças ao período só de treinos.

“Seria mais difícil se tivéssemos pouco tempo para treinar. Com todo esse tempo, dá para trabalhar bem a ansiedade, preparar a equipe, encontrar a forma de jogar. Um tempo maior entre os jogos só facilita, dá para deixar todos prontos e entrar da melhor maneira possível”, opinou o jogador.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade