Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

‘Criado’ na Vila, Neymar deixa Santos após seis títulos conquistados

Santos (SP)

No dia 15 de março de 2009, diante do Mogi Mirim, no Estádio do Pacaembu, Neymar recebia um cruzamento da esquerda e mergulhava, de peixinho, para fazer seu primeiro gol com a camisa do Santos. O lance marcava o início da carreira promissora do jovem jogador, que cresceu na Vila Belmiro com o status de “joia”.

O torcedor do Santos logo se animou com a nova geração de jogadores da base do clube, que não demorou a responder dentro de campo. No primeiro semestre de 2010, os Meninos da Vila encantaram o país com um futebol alegre e assim conquistaram o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil.

No ano seguinte, ao lado de Paulo Henrique Ganso, Neymar comandava o Santos em busca de mais uma Libertadores, título conquistado pela equipe da Baixada apenas na Era Pelé. O atacante não decepcionou o torcedor e, após uma final contra o uruguaio Peñarol, em que marcou um dos gols do Alvinegro, confirmou o tricampeonato continental.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Neymar foi decisivo na conquista do Santos na Copa Libertadores da América em 2011
Ainda em 2011, Neymar voltou a conquistar o título paulista e também brilhou pela Seleção Brasileira. Ainda na base, o jovem jogador conquistou o Sul-Americano sub-20, ao lado de outros atletas que também despontavam na ocasião, como Lucas e Oscar.

Na temporada 2012, o Santos já não apresentava o mesmo futebol envolvente, mas Neymar voltou a ser campeão pelo time da Vila Belmiro. “Especialista” na competição estadual, o atacante venceu novamente o Campeonato Paulista. Já no segundo semestre, o craque comandou o Alvinegro na Recopa Sul-Americana, na qual derrotou a Universidad do Chile na decisão, e ficou com o título.

Entre as premiações individuais de maior destaque, Neymar recebeu o título de “Rei da América” em 2011, eleito o melhor do continente após a conquista da Libertadores. No ano anterior, mesmo sem disputar a competição principal da América do Sul, o atacante santista ficou na terceira colocação.

O maior feito individual com reconhecimento mundial, no entanto, veio no início de 2012, quando o jogador ganhou o Prêmio Fifa Ferenc Puskás, referente ao gol mais bonito da temporada anterior. Neymar foi premiado depois de uma “pintura” diante do Flamengo, na Vila Belmiro. Ao longo de sua carreira, o craque fez 229 jogos com a camisa do Santos e marcou 138 gols. Neste domingo, o atacante fará sua despedida pelo clube, contra o Flamengo, pelo Brasileirão.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade