Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa do Brasil - ( )

De ressaca, Coritiba perde por 4 a 1 para o Nacional-AM fora de casa

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

De ressaca após a conquista do tetracampeonato estadual, o Coritiba foi a Manaus e foi surpreendido pelo Nacional-AM, perdendo por 4 a 1, no Estádio Roberto Simonsen. Com o resultado, além de não evitar o jogo da volta, o Coxa precisará vencer por pelo menos três gols para se classificar para a próxima fase.

A equipe amazonense começou em alta velocidade e, aos sete minutos, Danilo Rios recebeu passe na área e só teve o trabalho de empurrar para as redes para abrir o placar. Geraldo, que havia acabado de entrar, deixou tudo igual aos 23 minutos. A comemoração durou pouco, já que Wesley Bigu deixou sua marca aos 28 minutos. De pênalti, aos 46 minutos, Danilo Rios fez mais um. Depois do intervalo, Amaral, aos 35 minutos, fechou a contagem.

Quem passar no duelo, que terá a segunda partida na quinta-feira, dia 23 de maio, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense, vai enfrentar a Ponte Preta na terceira fase da competição.

O jogo – A partida começou movimentada, com o time da casa se mostrando empolgado com a força do torcedor. Aos dois minutos, Leonardo abriu espaço para o arremate e Júnior Urso se antecipou para cortar. A pressão era grande e, em um contra-ataque rápido, aos sete minutos a bola sobrou para Felipe, que cruzou para Danilo Rios, com liberdade, empurrar para o fundo das redes.

O Coxa tinha dificuldades na partida e não conseguia ficar com a bola nos pés. Aos 12 minutos, Dênis cruzou e Chico apareceu no meio do caminho para interceptar. Rafinha sentiu uma lesão ao arrancar e saiu para a entrada de Geraldo. E, logo em seu primeiro lance, o iluminado angolano, aos 23 minutos, recebeu de Lincoln e, da entrada da área, disparou para o fundo das redes.

Porém, o Nacional seguia melhor na partida e estava próximo do segundo gol. E ele aconteceu aos 28 minutos, com Wesley Bigu, que recebeu na cara do gol e bateu de voleio para estufar as redes. Danilo tentou mais um cruzamento fechado, aos 32 minutos, e Vanderlei deixou a meta para segurar. Deivid até marcou seu gol, aos 38 minutos, mas o arbitro anulou anotando o impedimento. Aos 44 minutos, o atacante alviverde carimbou a trave. Mas, um minuto depois, Chico cometeu pênalti e ainda foi expulso. Na cobrança, Danilo Rios fez o terceiro.

Para o segundo tempo, o Coritiba voltou com Pereira no lugar de Gil. Logo no primeiro minutos, Morisco chutou de longe e Vanderlei buscou. Grande jogada do Nacional, aos seis minutos, Felipe se adiantou à zaga e Vanderlei operou um milagre em Manaus. A equipe da casa seguia melhor, e com um jogador a mais o gramado.

O Alviverde chegou com perigo aos 12 minutos, em cruzamento de Lincoln que Leandro Almeida desviou pela linha de fundo. Na resposta, Danilo Rios acertou uma bomba que carimbou Patric no meio do caminho. Pressão do Nacional e, aos 16 minutos, Amaral pegou sobra de bola e arrematou para fora.

A equipe amazonense abusava da arte de perder gols. Aos 25 minutos, Leonardo venceu a zaga alviverde com velocidade e, na cara do gol, chutou para fora. O Coxa escapava de levar uma goleada que complicaria ainda mais a situação para o jogo da volta. Aos 34 minutos, Júnior Urso fez jogada individual, chutou e Jairo salvou. Mas, aos 35 minutos, Amaral abriu espaço e fuzilou para fazer o quarto e fechar a contagem.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade