Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Grêmio pega Santa Fé em Bogotá por vaga nas quartas da Libertadores

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Nesta quinta-feira, o Grêmio viverá mais uma decisão em sua caminhada na Libertadores. Depois de eliminar a LDU nos pênaltis na fase de grupos e se classificar com dificuldades no Chile diante do Huachipato, o Tricolor agora visita o Santa Fé, na altitude de Bogotá, pela volta das oitavas de final. Um empate serve, já que a equipe gaúcha venceu na Arena por 2 a 1, no jogo de ida.

Será também a segunda decisão vivida pelo time do técnico Vanderlei Luxemburgo neste ano na altitude. Em janeiro, o Tricolor foi a Quito enfrentar a LDU a 2,8 mil metros de altura. Na oportunidade, treinou por dez dias no Equador. Agora, ficou mais de uma semana na capital colombiana para se adaptar aos 2,6 mil metros acima do nível do mar, buscando adaptação às condições de jogo.

A eliminação na Sul-Americana 2012 para o Millonarios, no mesmo El Campín do jogo desta quinta, já não assusta mais o Tricolor. Segundo a imprensa colombiana, o time gaúcho poderá até mesmo correr mais que o Santa Fé, mesmo com a altitude. O motivo é simples: nos 15 dias que separam o jogo de ida do de volta, o Grêmio só treinou. O campeão colombiano, ao contrário, jogou cinco partidas – a última delas na terça-feira, contra o La Equidad, pela Copa Colômbia.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Autor do gol da vitória gremista no primeiro jogo, Fernando está motivado pela convocação para a Copa das Confederações
Luxa não poderá ficar à beira do gramado em Bogotá devido à suspensão imposta pela Conmebol, mas terá time praticamente completo em campo. A única ausência é o zagueiro Cris, expulso na partida de ida, que será substituído por Bressan e pode estar perdendo lugar entre os titulares. Zé Roberto, que não atuou na Arena para cumprir suspensão, está de volta. Voltará a formar a dupla ideal de meias com Elano depois de dois meses. Werley também está de volta, retornando de lesão.

Além da vantagem e da melhor condição física, o Tricolor vem motivado por declarações polêmicas do atacante Medina, do Santa Fé, que falou à imprensa local que seu time iria “comer” o Grêmio. Embora evitem comentar a provocação publicamente, os jogadores gremistas estão recebendo dose extra de mobilização por conta da entrevista de Medina. “Não entendo de canibalismo, mas quem provoca um clube do tamanho do Grêmio precisa estar preparado para enfrentar as consequências”, sintetizou o diretor de futebol gremista, Rui Costa.

Além do cansaço, o Santa Fé vem com dois desfalques para a partida. O meia Arias, destaque do time na fase de grupos, sofreu ruptura dos ligamentos do joelho, já não atuou na Arena e só volta aos gramados no fim do ano. O lateral Roa se lesionou no jogo de domingo, contra o Boyacá Chicó, pelo Campeonato Colombiano, e também não deve entrar em campo. Anchico será improvisado em seu lugar e Valencia, bom batedor de faltas, assume um lugar no meio-campo.

Curiosamente, se passar pelo Santa Fé, o Grêmio enfrentará seu terceiro mata-mata na altitude nesta Libertadores. Isto porque o vencedor do confronto pega o Real Garcilaso nas quartas de final. Caso passe, o Tricolor deve fazer o primeiro jogo na quarta-feira que vem, na Arena.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Contratado para ser reforço na Libertadores, argentino Hernán Barcos é a referência do ataque gremista
FICHA TÉCNICA 

SANTA FÉ X GRÊMIO

Local: Estádio El Campín, em Bogotá (Colômbia)
Data: 16 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 22h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Marcelo Costa (Uruguai)

SANTA FÉ: Vargas; Anchico, Valdés, Meza e García; Torres, Valencia, Bedoya e Pérez; Cuero e Medina.
Técnico: Wilson Gutiérrez

GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Bressan e André Santos; Fernando, Souza, Elano e Zé Roberto; Vargas e Barcos.
Técnico: Roger

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade