Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Henrique cita "porradas" para vetar qualquer empolgação no Palmeiras

William Correia São Paulo (SP)

As vitórias nas duas rodadas iniciais e a liderança na Série B do Campeonato Brasileiro não deixarão o Palmeiras empolgado. Quem garante é o capitão do time, argumento com lembranças recentes: a derrota por 6 a 2 para o Mirassol e o elenco ter sido alvo de xícaras atiradas por membros da torcida organizada Mancha Alviverde.

“Maturidade nós temos desde o início do ano. Só tomamos porrada e aprendemos muita coisa. É colocar em prática agora na Série B”, apontou o zagueiro. “Não é muito diferente da Libertadores: é pegada, corrida, com algumas maratonas também. E está tudo valendo a pena. A cada jogo temos que matar um leão para que consigamos o quanto antes subir o Palmeiras.”

O defensor considera um trunfo exatamente o “sangue na veia” destacado por Paulo Nobre exatamente ao ver a equipe se recuperar do vexame em Mirassol com classificações antecipadas no Estadual e na Libertadores. E a qualidade tem aparecido aos poucos.

“Contra o ASA, a equipe jogou bem tanto marcando quanto atacando. Sabemos a dificuldade da Série B, mas estamos conseguindo melhorar a cada jogo, passo a passo. O caminho é esse. Só temos a crescer no campeonato agora para poder ajudar o Palmeiras a subir”, projetou.

O jogador ressalta a consciência de seus colegas. “A Série B não é fácil, é complicada, cada jogo é completamente diferente do outro. Vamos pensar primeiro na vitória no jogo de sábado. Respeitamos o América-MG, mas estamos em casa e precisamos da vitória”, afirmou Henrique.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O capitão cita o ensiamento das turbulências que o time já enfrentou na temporada como trunfo na Série B

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade