Futebol/Copa Libertadores - ( )

Hoje no Goiás, Hugo vira torcedor do São Paulo na Libertadores

Helder Júnior Santo André (SP)

O veterano Hugo defendeu mais de dez clubes ao longo da carreira. Um deles, no entanto, é especial para o jogador de 32 anos. Hoje no Goiás, o meia vira torcedor do São Paulo na Copa Libertadores da América.

“Acompanho muito o São Paulo”, contou Hugo, em conversa com a GE.net. “No último jogo da Libertadores, contra o Atlético-MG, torci demais. O São Paulo tem jogadores de bastante qualidade em seu elenco, e eles estavam tomando muita pancada, recebendo críticas. Fiquei muito feliz com a classificação”, acrescentou.

Hugo defendeu o São Paulo entre 2007 e 2009 e foi bicampeão brasileiro sob o comando de Muricy Ramalho. O meia passou por outros dois times que também estão na atual Libertadores, Corinthians e Grêmio. “Mas torço pelo São Paulo na competição”, repetiu.

Após deixar o São Paulo, Hugo jogou por Grêmio, Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, e Sport. O meia foi contratado pelo Goiás como o camisa 10 do time de Enderson Moreira e só vem sem aproveitado na Copa do Brasil, pois não pôde ser inscrito no Campeonato Goiano.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Hugo ajudou o Goiás a superar o Santo André por 3 a 2 na quarta-feira, no Estádio Bruno José Daniel
“O Hugo é um jogador que tem demonstrado grande capacidade. Ele se encaixou muito bem na nossa equipe. Temos a expectativa de que esteja ainda melhor e mais entrosado no Campeonato Brasileiro”, comentou Enderson Moreira, só lamentando o fato de não contar com o atleta contra o Aparecidense, no domingo, no segundo jogo da semifinal do Campeonato Goiano.

“Perdemos um grande jogador, mas buscaremos um alternativa dentro do nosso elenco para suprir a ausência”, disse o técnico do Goiás. “Infelizmente, não vou poder ajudar no Campeonato Goiano, mas o grupo tem totais condições de ser campeão. A galera me recebeu muito bem aqui. Mais para a frente, espero fazer um excelente Campeonato Brasileiro”, projetou Hugo.

O meia avisou que, na competição nacional, sua meta será conquistar uma “classificação para um torneio internacional”. “O Goiás um clube muito estruturado, que nos dá totais condições para isso. E, no Goiano, se possível acompanharei a equipe contra a Aparecidense. Ficarei na torcida.”

Antes da semifinal do Estadual, Hugo tem outro time por que torcer. “Espero que o São Paulo volte a superar o Atlético-MG na Libertadores”, sorriu o veterano meio-campista, pensando no jogo desta quinta-feira, no Morumbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade