Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Júlio César prioriza entrosamento na Copa das Confederações

São Paulo (SP)

Favorito a assumir a meta titular brasileira na Copa das Confederações, Júlio César garante que a Seleção entrará em campo para vencer a competição. Apesar disso, o goleiro considera difícil a equipe do técnico Felipão apresentar o seu melhor futebol e culpa o fato do Brasil ser o país-sede da Copa do Mundo pela falta de entrosamento.

“Não jogar as eliminatórias acaba com o planejamento de qualquer comissão técnica, qualquer jogador. Isso é muito ruim. Você pode juntar os 11 melhores do mundo, um em cada posição. Se eles se encontrarem de quatro em quatro meses para realizar alguns treinos, não vão formar o melhor time. Futebol é coletivo. Por isso vai ser tão importante esse tempo juntos na Copa das Confederações”, analisa Júlio, em entrevista ao canal Fox Sports.

AFP
Além do título, Júlio César quer utilizar Copa das Confederações para entrosar Seleção para a Copa do Mundo
Por conta disso, o experiente goleiro acredita que a Seleção não deve priorizar apenas o título da competição. Para ele, é importante também pensar no entrosamento ideal para a Copa do Mundo de 2014 e utilizar o tempo juntos para aprimorá-lo.

“Acho que a equipe Brasileira entra em qualquer competição para ganhar, isso é normal. O brasileiro quer esse título e nós jogadores também. Vamos entrar em campo para isso, mas claro que a prioridade é a Copa do Mundo. Digo, se o Brasil ganhar a Copa das Confederações e perder a Copa do Mundo a cobrança vai ser enorme, assim como em 2010. Mas não podemos pensar assim”, afirma.

Antes da Copa do Mundo de 2010, Júlio César e o grupo do técnico Dunga conquistaram todos os títulos possíveis. No mundial, no entanto, uma falha do goleiro em lance com o volante Felipe Melo abriram caminho para a derrota diante da Holanda que custou a eliminação nas quartas de final.

AFP
Sem esconder a alegria de voltar à Seleção, Júlio César quer apagar falha contra a Holanda com título em 2014
Apontado como um dos culpados pela queda, Júlio César teve algumas chances no início da era Mano Menezes, mas acabou preterido pelo treinador. Sob o comando de Felipão, no entanto, o goleiro foi novamente lembrado por sua experiência e é presença garantida na meta brasileira, motivado pelo sentimento de recuperação após a decepção de três anos atrás.

“A derrota pra Holanda ainda incomoda. Mas eu uso uma frase bem simples: às vezes a vida vai te botar de joelhos, mas você só fica de joelhos se você quiser. É nas adversidades que a gente vê quem nós somos. É muito fácil viver só com coisas boas, críticas boas. Naquele momento eu me tornei uma pessoa mais forte, mais madura. Demorou pra eu me levantar, porque a Copa do Mundo mexe com as pessoas. Estou mais maduro, mais experiente, apesar de ainda me incomodar. Não vejo a hora de chegar a Copa do Mundo para mostrar isso”, conclui.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade