Futebol/Campeonato Gaúcho - ( - Atualizado )

Juventude tenta quebrar de tabu de cinco anos diante do Inter

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Até 2008, o Juventude era considerado o carrasco do Internacional. Foi o Papo quem tirou a invencibilidade do Colorado no Brasileiro de 1997, foi campeão gaúcho em pleno Beira-Rio em 1998, goleou por 4 a 0 na casa rubra na semifinal da Copa do Brasil de 1999 e vencera, entre outros jogos, três vezes o próprio Inter no Gauchão de 2008. Mas na final, disputada no dia 4 de maio daquele ano, o Colorado goleou o time de Caxias e iniciou uma série invicta no Juve-Nal, até hoje não quebrada.

Depois de perder por 1 a 0 no Alfredo Jaconi, o Inter fez 8 a 1 no Juventude na segunda partida da final do estadual de cinco anos atrás. Desde lá, se mantém invicto diante do Ju. Em 2009, houve empate de 3 a 3 na casa do Papo (foi a última vez que o Inter não ganhou do Juventude). Em 2010, duas vitórias coloradas no Beira-Rio: uma goleada de 5 a 0 e um 2 a 0. No ano seguinte, Inter 3 a 1 no Beira-Rio e 2 a 1 no Jaconi – última derrota do Juventude em seu estádio até hoje. Em 2012, outra goleada: 7 a 0 em Porto Alegre. Neste ano, 4 a 1 em Lajeado.

Ao todo, são oito jogos de invencibilidade colorada, e seis vitórias seguidas. Nesta sequência de oito jogos, foram quatro goleadas aplicadas, com 24 gols marcados e apenas dois sofridos. Para o jogo deste domingo, porém, o Juventude não precisa vencer para ser campeão da Taça Farroupilha. Empatando, pode forçar a realização de uma final no estadual se derrotar o Inter nos pênaltis. A partida ocorre no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade