Futebol/Copa Libertadores - ( )

Morumbi ou morte! Tricolor tenta conter Galo antes do Independência

Tossiro Neto e Wanderson Lima São Paulo (SP)

Para não ter que desafiar a longa invencibilidade do Atlético-MG no jogo de volta, o São Paulo tenta encaminhar sua classificação às quartas de final da Libertadores a partir das 20h15 (de Brasília) desta quinta-feira, no Morumbi. No Independência, palco da partida de 8 de maio, o time de Belo Horizonte não perde desde a reinauguração, em maio do ano passado. Como brincam os atleticanos sobre o bairro que abriga o estádio, "caiu no Horto, está morto".

O grito do Independência não é em vão. Lá, o Galo se livrou de uma série de adversários e está invicto há 31 jogos. Venceu 24 e empatou sete, registrando aproveitamento de 95% dos pontos disputados que impressiona o técnico tricolor.

"Temos ciência de que o Atlético tem um desempenho muito alto em casa, nunca perdeu nesse estádio. Acho que esse jogo no Morumbi pode ser determinante para uma possível classificação. Temos que ter capacidade para fazer valer o mando de campo, independentemente do escore do jogo", disse Ney Franco.

A importância do confronto fez com que o treinador, assim como no último encontro com a equipe mineira, fechasse para a imprensa o treino de definição. Na fase de grupos, deu certo. O São Paulo derrotou o Atlético por 2 a 0, jogando como mandante, e contou com tropeço do The Strongest para ficar com a segunda vaga da chave.

Djalma Vassão/Gazeta Press
De pênalti, o capitão Rogério Ceni abriu o caminho da vitória por 2 a 0 no último encontro, dentro de casa
Assim como naquela ocasião, Luis Fabiano ainda é desfalque. O atacante cumpre nesta quinta-feira seu último jogo de suspensão na competição sul-americana e dá lugar a Aloísio. "Venho me preparando como me preparei para aquele jogo. Espero mais uma vez ajudar", falou o substituto do camisa 9, o qual, no dia 17, sofreu o pênalti que, convertido pelo goleiro e capitão Rogério Ceni, abriu a vitória da classificação.

Dono da melhor campanha geral até aqui, o Atlético promete tratar diferente o reencontro. Para Ronaldinho Gaúcho, que incomodou alguns jogadores do Tricolor por dizer que, pela classificação, estava apenas se divertindo na última partida, garante outro espírito agora.

"A preparação é igual para todos os jogos, porém, a mobilização é outra. Tem que jogar com muita inteligência para, depois, definir dentro de casa. Brigamos muito para ter esse privilégio de definir em casa. Tem que manter o mesmo ritmo. Temos jogadores importantíssimos voltando à equipe. É jogar do mesmo jeito que jogamos em casa”, comentou.

O técnico Cuca terá os retornos do atacante Diego Tardelli, livre de lesão na coxa, e do meia-atacante Bernard, recuperado de uma luxação no ombro. A única ausência é o zagueiro Leonardo Silva, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Gilberto Silva assume o lugar na defesa.

Contratado recentemente, o volante Josué já tem condições de jogo, mas, dada a boa fase de Pierre e Leandro Donizete, fica como opção no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 2 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Carlos Cáceres (PAR) e Darío Gaona (PAR)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Carleto; Wellington, Denilson, Jadson e Ganso; Osvaldo e Aloísio
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha; Réver, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Ronaldinho e Tardelli; Bernard e Jô
Técnico: Cuca

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade