Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

No primeiro jogo sem Neymar, Santos é derrotado pelo Botafogo

Volta Redonda (RJ)

O Botafogo não realizou uma grande exibição, mas conseguiu derrotar o Santos por 2 a 1 ,em partida disputada na noite desta terça-feira, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe de General Severiano que chegou ao 18º jogo invicto, agora soma quatro pontos ganhos, na competição. O Santos, ainda sem vitórias, segue com apenas um ponto ganho.

Mesmo sem Seedorf, vetado por problemas médicos, o Botafogo jogou o suficiente para merecer a vitória. O Santos se ressentiu da ausência de Neymar, vendido ao Barcelona, e se mostrou uma equipe sem criatividade no ataque, além de cometer muitos erros no sistema defensivo.

O time dirigido por Muricy Ramalho melhorou de produção na segunda etapa, mas desperdiçou as chances que poderiam evitar a derrota. Fellype Gabriel e Rafael Marques anotaram para o Botafogo, enquanto Montillo descontou para o Santos. Na próxima rodada, o Botafogo receberá o Cruzeiro, em Volta Redonda. O Santos vai encarar o Grêmio, na Vila Belmiro.

O jogo - O Santos começou a partida no ataque. E logo aos dois minutos, o lateral-esquerdo Emerson cruzou para a área. Willian José completou para o gol, mas a zaga carioca salvou. Dois minutos depois foi a vez de Cícero arriscar da entrada da área, com grande perigo.

O Botafogo não conseguia se encontrar em campo e, aos cinco minutos, a defesa da equipe de General Severiano passou por outro problema. Galhardo cobrou falta da direita, mas ninguém conseguiu alcançar a bola que passou na pequena área e acabou saindo, sem que ninguém a tocasse.

O time dirigido por Oswaldo de Oliveira chegou, pela primeira vez, com perigo à área santista, aos dez minutos, em cobrança de falta de Andrezinho. Antônio Carlos completou, mas mandou para fora. Mesmo sem jogar bem, o Botafogo acabou marcando o primeiro gol aos 14 minutos. Depois de receber passe de calcanhar de Júlio César, Lodeiro bateu com força e Rafael defendeu parcialmente. Fellype Gabriel aproveitou e tocou, de cabeça, para o gol vazio.

Depois de sofrer o gol, a equipe paulista partiu para tentar o empate e aos 16 minutos, William José cruzou da direita e Cícero completou, mas Renan defendeu com segurança. No minuto seguinte, foi a vez do goleiro Rafael evitar o segundo gol do Botafogo. Ele mandou para escanteio um chute forte de Rafael Marques. Na cobrança, Antônio Carlos cabeceou e o goleiro do Peixe voltou a fazer grande defesa.

Aos 21 minutos, o Botafogo ampliou. Rafael Marques arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e encobriu o goleiro Rafael. Foi o segundo gol do atacante na competição. Depois de sofrer mais um gol, o Santos se perdeu em campo. O argentino Patito Rodriguez que substituiu Neymar, encontrava dificuldades para criar jogadas nas proximidades da área carioca e provocava muita reclamação por parte do técnico Muricy Ramalho. O argentino parece ter ouvido os protestos do treinador e aos 28 minutos, se livrou da marcação da zaga e chutou para defesa de Renan. Logo depois, Patito fez ótima jogada e lançou William José que concluiu mal.

Aos 36 minutos, Arouca bateu lateral para Galhardo que penetrou pela direita e cruzou para a conclusão de William José que se livrou da marcação e chutou, mas a bola saiu, sem levar muito perigo para Renan. No minuto seguinte foi a vez de Montilo obrigar o goleiro botafoguense a defender com segurança. O time dirigido por Muricy Ramalho tentava pressionar em busca do primeiro gol, enquanto o Botafogo se preocupava em administrar a vantagem.

O Santos voltou sem modificações, para o segundo tempo, mas assumiu uma atitude mais ofensiva. Logo no primeiro minuto, depois de boa troca de passes, Cícero concluiu fraco e Renan defendeu sem dificuldades. Nos minutos seguintes, Galhardo e Patito Rodriguez criaram boas jogadas, mas as conclusões dos dois jogadores santistas não levaram perigo para o gol defendido por Renan.

A equipe da Vila Belmiro continuava melhor e, aos nove minutos, após cobrança de escanteio executada por Montillo, Arouca dominou na área e bateu com grande perigo. Um minuto depois, o Botafogo organizou uma boa jogada e Andrezinho foi lançado na área. O armador se chocou com o goleiro Rafael e caiu pedindo a marcação de um pênalti, mas a arbitragem considerou o lance como normal.

Aos 12 minutos, um susto para a torcida. Ao tentar afastar o perigo, o zagueiro Bolívar chuta a bola sobre William José e quase que o Santos marca o primeiro gol, mas a bola saiu. O Botafogo pouco se arriscava no ataque e nem a entrada de Vitinho no lugar de Fellype Gabriel, mudou a forma de atuar da equipe comandada por Oswaldo de Oliveira.

O Peixe continuava melhor e aos 15 minutos, Galhardo fez boa jogada individual, derivou para o meio e bateu forte de perna esquerda, mas a bola saiu, depois de tocar na trave. Logo depois, o técnico Muricy Ramalho trocou o volante Renê Júnior pelo atacante Neilton. E a persistência do time paulista acabou dando resultado. Aos 26 minutos, Montillo recebeu ótimo passe de Neilton e chutou forte para marcar o primeiro gol do Santos. Logo depois, o goleiro Renan teve que se virar para impedir o empate, depois de chute certeiro do lateral Emerson Palmeiri.

Preocupado, o técnico Oswaldo de Oliveira decidiu trocar o meia Andrezinho pelo volante Renato. Aos 30 minutos, Montillo perdeu uma chance incrível de empatar. O argentino tabelou com William José, entrou livre na área e, ao tentar deslocar o goleiro Renan, acabou botando a bola para fora. A torcida botafoguense não escondia a irritação com o desempenho da sua equipe, uma vez que o Santos dominava inteiramente a partida e seguia pressionando em busca do gol de empate.

Apenas aos 42 minutos é que o Botafogo voltou a dar o ar da sua graça na área paulista. Lucas investiu pela direita e cruzou para a cabeçada de Rafael Marques, mas a bola saiu. O técnico do time carioca ainda trocou o mia Lodeiro pelo zagueiro André Bahia para segurar o resultado. Aos 46, Gabriel se livrou de Lucas e chutou, mas Renan segurou firme e evitou o empate.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade