Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Palmeiras reencontra algoz de 2002 para engatar embalo na Série B

Arapiraca (AL)

Há 11 anos, o Palmeiras protagonizava um dos maiores vexames de sua história ao ser eliminado pelo ASA logo na primeira fase da Copa do Brasil de 2002. Nesta terça-feira, o time volta a atuar em Arapiraca, e após a vergonha do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Mas o objetivo é estabelecer uma sequência de vitórias somando três pontos na partida marcada para as 21h50 (de Brasília).

O Verdão teve trabalho para estrear triunfando na competição ao bater o Atlético-GO por 1 a 0 em Itu, no sábado. Agora, o elenco encarou sua primeira viagem no torneio, tendo inclusive que fazer de ônibus o trajeto de 125km entre Maceió, capital alagoana, e Arapiraca, e se prepara para encarar dificuldades no gramado do estádio Coaracy Fonseca.

Lá, em 13 de fevereiro de 2002, o Palmeiras perdeu para o ASA por 1 a 0 e venceu só por 2 a 1 uma semana depois, no Palestra Itália, sendo eliminado por não ter feito gol como visitante. O desafio nesta terça-feira não é de risco de queda, mas começar a trajetória de volta à primeira divisão com dois triunfos seguidos seria um plano perfeito para Gilson Kleina.

“Que esses jogadores possam ter tranquilidade para finalizar e fazer os gols”, disse o treinador, que sofreu com chutes e cabeceios errados no fim de semana e prevê mais obstáculos em Alagoas. “O ASA foi finalista da Copa do Nordeste jogando muito forte, em um gramado pesado”, alertou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Gilson Kleina cobra o "sangue na veia" que caracterizou o time e qualidade nas finalizações para ficar 100% na Série B
Para encarar as dificuldades impostas por um clube que não foi além da semifinais do Campeonato Alagoano, a maior dúvida de Kleina está no ataque. Vinicius sentiu uma fisgada na panturrilha direita, nem viajou e deve fazer o treinador abrir mão do 4-3-3, apostando no jogo mais cadenciado de Ronny para ajudar Tiago Real na armação e se aproximar de Leandro e Kleber.

A defesa também pode ter mudança com André Luiz no lugar de Mauricio Ramos, que sofre com dores nas costas. Caso seja vetado, o zagueiro será o sexto desfalque por lesão – além de Vinicius, estão fora Patrick Vieira e Vilson, que buscam recondicionamento físico após se machucarem, e Fernando Prass e Valdivia.

O ASA também tem desfalques, um deles por suspensão: o volante Jorginho foi expulso no empate com o Paysandu, em Belém, e deve ser substituído por Cal. Por contusão, quem está vetado é o atacante Léo Gamalho, que deixou o último jogo com dores no tornozelo esquerdo.

Para enfrentar o Palmeiras, o técnico Ricardo Silva deve recuar Pedro Silva para ajudar Cal na marcação e apostar na criatividade de Didira ao lado de Thallyson ou Gilsinho. No ataque, o recém-contratado Lúcio Maranhão já foi relacionado e provavelmente formará o setor ao lado de Wanderson.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
ASA X PALMEIRAS

Local: estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL)
Data: 28 de maio de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Ailton Farias da Silva e Victor Oliveira Cruz (ambos do SE)

ASA: Gilson; Osmar, Fabiano, Tiago Garça e Chiquinho; Cal, Pedro Silva, Thallyson (Gilsinho) e Didira; Wanderson e Lúcio Maranhão
Técnico: Ricardo Silva

PALMEIRAS: Bruno; Ayrton, André Luiz, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Tiago Real e Ronny; Leandro e Kleber
Técnico: Gilson Kleina

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade