Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Pepe critica postura de Mourinho diante da “instituição” Casillas

Madri (Espanha)

Um dos homens de confiança de José Mourinho, Pepe resolveu criticar a postura de seu treinador no Real Madrid. Falando em nome da equipe após a goleada sobre o Valladolid, o luso-brasileiro pediu mais respeito do técnico em relação ao goleiro Iker Casillas, ídolo no Santiago Bernabéu e em toda a Espanha.

Mourinho e Casillas estão em rota de colisão desde o início da temporada, fazendo com que o camisa 1 ficasse no banco de reservas diversas vezes por ‘decisão técnica’. Quando a pressão sobre Mou havia aumentado e o retorno do capitão era inevitável, uma lesão no polegar da mão esquerda tirou o arqueiro de ação e obrigou a diretoria a contratar o veterano Diego López.

O novo reforço mostrou talento e salvou o Real nas oitavas de final da Liga dos Campeões e deixou a situação de Casillas ainda mais delicada com Mourinho. Recuperado, o ídolo teve de ouvir o treinador demonstrar todo seu arrependimento por “não ter contratado Diego López ao final do primeiro ano” À frente do clube merengue.

AFP
Casillas voltou de lesão e continua amargando a reserva de Diego López, preferido de Mourinho no Real
"Ele é nosso treinador, mas em relação ao Iker ele tem que ter um pouco mais de respeito. Os jogadores e a torcida estão com Iker. As palavras do treinador não foram as mais adequadas. Iker é uma instituição no clube e na Espanha”, ressaltou Pepe ao Digital Plus.

Aitor Karanka, auxiliar de Mourinho no Real, tratou de sair em defesa do comandante madridista após as declarações do zagueiro da seleção de Portugal. Para o assistente técnico, que despistou sobre a vontade do treinador em contratar López em 2010, Mourinho teria faltado com respeito com o elenco todo se tivesse escalado Casillas sem condições físicas.

“Não ouvi o que Pepe disse, mas se falou em falta de respeito a Iker, em nenhum momento fizemos isso. Seria faltar com o respeito aos 25 companheiros se colocássemos um jogador que não está em condições de jogar. Aqui não se joga com status”, sentenciou Karanka.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade