Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Bastidores - ( )

Plano de sócio-torcedor 'cura' frustração de Nobre e resgata orgulho

William Correia São Paulo (SP)

Paulo Nobre definiu a ampliação do plano de sócio-torcedor como uma de suas prioridades antes mesmo de ser eleito presidente do Palmeiras. E viu a consagração de sua estratégia no lançamento da nova camisa do clube, com adeptos do Avanti misturados a ídolos do clube e atletas do elenco atual. O dirigente revelou que o processo serve até como cura de uma frustração sua.

“Em 12 de junho de 1993, depois daquele título histórico, desejei muito ir à festa dos jogadores, mas era só para conselheiros e familiares. Sofri muito porque queria estar presente. E agora, em festas mais fechadas, os sócios-torcedores terão acesso por meio de sorteios”, disse o mandatário, que tinha 25 anos quando o Verdão conquistou o Paulistão daquele ano, encerrando um jejum de 17 anos sem títulos.

Por meio de fotos enviadas por redes sociais virtuais com o tema do “orgulho de ser palmeirense”, seis sócios-torcedores vestiram as camisas verde e branca ao lado do ex-meia Ademir da Guia, do ex-atacante César Maluco, do zagueiro Vilson e do meia Patrick Vieira. E desfrutaram do evento no Pacaembu assim como outros que tiveram acesso livre ao salão nobre do estádio. Quando um deles fez pergunta na entrevista coletiva, Nobre chegou a dizer que aquela interação era “um orgulho, a torcida é a razão da nossa existência.”

Fernando Dantas/Gazeta Press
O ídolo César Maluco vê sócio-torcedor se orgulhar por estar no lançamento do uniforme: interação satisfaz Nobre
“Fiquei muito feliz por ver jogadores presentes ao lado do nosso passado, e com a participação do nosso sócio-torcedor. Essa será a nossa tônica. É muito importante a sinergia entre clube e torcida. Não queríamos um plano só de compra de ingresso, mas também uma interação. E o torcedor Avanti vai participar de várias experiências de marca”, prometeu o presidente.

As ações são um atrativo além de descontos ou facilidades na compra de ingressos. Para os dirigentes, explicam o rápido aumento no número de sócios-torcedor, que tinha menos de 10 mil adeptos em janeiro e, agora, já conta com mais de 24 mil. “Estamos conseguindo resgatar o orgulho de ser palmeirense. Todos fazem parte do nosso show”, definiu o diretor executivo José Carlos Brunoro.

“Essa sintonia com toda a comunidade palmeirense é o grande exemplo da gestão do Paulo e a torcida já se identifica com o espírito dele, que transmite para o torcedor cada vez mais acreditar no Palmeiras e no processo. A cada dia tentamos fazer não só o melhor, mas bem melhor. E esse intercâmbio com o torcedor se consagrou no lançamento dos uniformes. Fico feliz por ver isso em tão pouco tempo”, prosseguiu Brunoro.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade