Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Quase herói, Roni pode dar adeus ao Mogi com pênalti perdido

Marcos Guedes Mogi Mirim (SP)

Roni esteve bem perto de marcar seu nome na história do Mogi Mirim, fazendo o gol que colocaria a equipe pela primeira vez na final do Campeonato Paulista. Acabou perdendo o pênalti que encerrou a disputa com o Santos no estádio Romildão.

“Pensei que podia ter feito o gol da classificação. Também tivemos outras chances depois, mas não deu certo, temos de parabenizar a equipe do Santos”, afirmou o atacante, que abriu o placar no final do primeiro Tempo. Edu Dracena empatou, e o Peixe triunfou nos tiros da marca penal.

A batida no canto direito, defendida por Rafael, pode ter sido o último lance de Roni com a camisa do Mogi. Ele é um dos titulares com contrato longo, até 2015, mas pensa em deixar o clube do interior antes do início da Série C do Campeonato Brasileiro, no próximo mês.

“O pessoal vai ver o que é melhor para todo o mundo. Apareceram algumas coisas, meu empresário não quis entrar em detalhes para que eu não perdesse o foco. Fico feliz que tenha aparecido coisa boa. Se Deus quiser, vai dar tudo certo”, comentou.

Apesar do fim triste, a campanha do Mogi foi valorizada pelo atacante, autor de oito gols. “A gente acreditou o tempo todo que podia ir longe. Foi uma campanha muito boa, alcançamos a meta de ficar entre os quatro. O Santos levou para os pênaltis e avançou, mas é preciso parabenizar todo o grupo. Bola para a frente.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Roni comemora o gol que poderia ter dado a vaga na final do Paulistão ao Mogi Mirim; não deu

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade