Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa das Confederações - ( - Atualizado )

Scolari se diz satisfeito com Neymar e vê Lucas em evolução no PSG

William Correia, enviado especial Rio de Janeiro (RJ)

No início do novo ciclo da Seleção Brasileira, após a Copa do Mundo de 2010, os jovens que mais geraram expectativa foram Paulo Henrique Ganso, Neymar e Lucas. Mas o meia do São Paulo está fora da Seleção, o atacante do Santos recebe críticas por suas atuações fora de seu time e o meia-atacante do Paris Saint-Germain tem sofrido com lesões. Os dois últimos, contudo, seguem bem cotados com Luiz Felipe Scolari.

Questionado se Neymar vai “arrebentar” na Copa das Confederações, Felipão foi sincero. “Tomara”, disse, antes de passar confiança ao astro. “O Neymar, sempre e em todos os jogos, no clube ou na Seleção, tem jogado bem, embora isso gere divergências. Daquilo que gostamos, ele tem nos satisfeito e bem.”

Em relação a Lucas, que pouco pôde ser usado por ele devido a contusões nestes primeiros cinco meses atuando na França, o apoio é total. Diferentemente de Ramires e Ronaldinho Gaúcho, que se atrasam em apresentações a Scolari e não foram convocados para a Copa das Confederações, o ex-jogador do São Paulo fez questão de ir de Paris a Londres antes do amistoso contra a Rússia, em março, para que os médicos da Seleção o avaliassem, mesmo já estando cortado.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Felipão defendeu Neymar das críticas que o atacante vem recebendo e projetou o crescimento de Lucas
Além de comprometimento, o meia-atacante também mostra evolução. “Vinha jogando muito bem, acrescentou uma característica fundamental principalmente a quem joga no futebol europeu, que é aquela ideia de marcação sem bola e movimentação pelo corredor. É um jogador com excelente qualidade”, disse o técnico.

Scolari mostrou até que está se informando com detalhes sobre Lucas. “Ele teve uma lesão muscular, principalmente nas costas, e até semana passada estava fazendo tratamento em São Paulo. Voltou no sábado para a Europa, já em boas condições. Vamos esperar que se apresente bem à Seleção no dia 27. Ainda vamos conversar com ele em Paris para ver se está tudo em ordem”, avisou o treinador.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade