Futebol/Copa do Brasil - ( )

Sem eliminar segundo jogo, Jorginho admite fazer novos planos

Campina Grande (PB)

Antes do duelo diante do Campinense, o Flamengo tinha o planejamento de fazer uma intertemporada na cidade de Pinheiral, no sul do Rio de Janeiro, entre os dias 6 e 22 de maio. A intenção da comissão técnica era eliminar o jogo de volta para colocar o plano em prática, mas o time não correspondeu em campo. A vitória por 2 a 1 obriga a realização da segunda partida na Copa do Brasil.

“Não tenha duvida de que é uma vantagem boa, mas tínhamos um planejamento de uma intertemporada muito mais longa. Temos que pensar nesse jogo de volta e depois no brasileiro. Vamos definir o tempo que ficaremos lá. Vamos partir segunda, mas ainda não sabemos quando vamos voltar”, explicou o treinador Jorginho.

O segundo confronto entre Flamengo e Campinense deve ser no dia 15 de maio, no Maracanã. Desta forma, o jogo servirá de evento-teste para a Copa das Confederações, o que exige um bom comportamento do torcedor rubro-negro. Jorginho, que participou do amistoso de reabertura no estádio, não deixou de apontar as falhas na maior praça esportiva do país.

“Tinha um ar condicionado no banheiro que é pneumonia na certa, quando você toma um banho quente. O maior problema é o entorno, pois está em obras e vocês sabem que um torcedor pode pegar alguma coisa. Temos que mudar nossa imagem em termos de violência. Tem que fazer igual os paraibanos fizeram hoje, lotaram aqui e fizeram festa”, afirmou o treinador.

O meia Gabriel também falou sobre a possibilidade de jogar no Maracanã. Com apenas 23 anos, o jogador tinha defendido apenas o Bahia em sua carreira e está perto de realizar um desejo pessoal com a camisa do Flamengo. “É um sonho de criança jogar lá e eu espero concretizar”, destacou o atleta, que aos poucos vai ganhando confiança na Gávea.

O zagueiro Renato Santos também falou sobre o Flamengo. O jogador elogiou a presença maciça da torcida em Campina Grande, que fez a festa no Estádio Amigão, e admitiu que está realizando um sonho no clube carioca. “Essa torcida é inexplicável, onde vai é casa cheia. Fico feliz de realizar um sonho que todo garoto tem de jogar aqui (no Flamengo)”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade