Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Sem escolher entre Kleber e Vinicius, Leandro fez mais gols com Caio

William Correia e Vitor Dalseno* São Paulo (SP)

Após quase um mês, Gilson Kleina, enfim, terá Leandro à disposição e decidirá entre Kleber e Vinicius quem será o parceiro do atacante no sábado, contra o Atlético-GO. Mas o jogador emprestado pelo Grêmio se deu melhor até agora com uma terceira opção que não parece ser nem cogitada pelo treinador: Caio.

Ao lado de Caio, que perdeu espaço até no banco de reservas após Kleber se recuperar de suas lesões, Leandro marcou metade dos seis gols que o tornam artilheiro do Palmeiras na temporada, balançando as redes nas vitórias sobre Linense, Botafogo e Ponte Preta.

Impedido de atuar na Libertadores por ter sido inscrito pelo Grêmio em fase preliminar, no Paulista, Leandro deixou sua marca duas vezes quando teve Kleber como companheiro na frente, contra São Caetano e Botafogo, e fez outro quando Patrick Vieira atuou avançado ao seu lado, diante do União Barbarense.

Ao lado de Vinicius, o artilheiro nunca balançou as redes, até porque começou sua trajetória no Verdão substituindo e ganhando a posição do jogador vindo das categorias de base do clube. Mas nenhum desses números é levado em conta para Leandro opinar em relação ao seu companheiro de ataque na estreia do time na Série B do Brasileiro.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Como companheiro de Caio, que perdeu espaço após Kleber voltar de lesões, Leandro fez três de seus seis gols
“Com o Vinícius, posso me movimentar mais pelas laterais, trocando de posição com ele. Com o Kleber, me movimento mais pelo meio, porque ele fica centralizado. Mas, para mim, não faz muita diferença”, disse o jogador, que repassa até a outros colegas os elogios por sua eficiência em 11 jogos no Verdão.

“Toda a equipe me ajudou. Eu fui feliz por fazer os gols, mas qualquer um poderia ter feito esses seis gols. Isso não faz diferença nenhuma”, declarou, até minimizando a chance de ser artilheiro na Série B. “Meu objetivo é ajudar o Palmeiras a conseguir o acesso. Se eu for o artilheiro, melhor ainda.”

*especial para a GE.net

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade