Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sem Neymar, Brasileirão pode se aproximar de segunda divisão inglesa

São Paulo (SP)

A iminente transferência de Neymar para o futebol espanhol inevitavelmente desvalorizará o Campeonato Brasileiro, que iniciará neste fim de semana. Um estudo divulgado pela Pluri Consultoria, que avalia a importância das competições nacionais de acordo com a importância de seus jogadores, o Brasileirão ficará próximo até da segunda divisão do Campeonato Inglês sem o ainda astro do Santos.

“Sem o Neymar, o valor de mercado do Brasil cairá em 6% e estaremos mais próximos de campeonatos como Ucrânia, Portugal e Holanda do que de Turquia e Rússia. O valor de mercado é um item crítico para a avaliação e podemos ficar na rabeira da segunda colocação”, alertou o economista Fernando Ferreira, diretor da Pluri Consultoria, em conversa por telefone.

Segundo a análise da Pluri, baseada unicamente no valor de mercado dos elencos, o campeonato mais importante do mundo é o inglês (€ 2,944 bilhões). Atrás, aparecem as ligas de Espanha (€ 2,294 bilhões), Itália (€ 1,856 bilhão), Alemanha (€ 1,844 bilhão), França (€ 1,256 bilhão), Rússia (€ 1,143 bilhão) e Turquia (€ 954 milhões). O Brasil, ainda contando com Neymar, está na oitava colocação da lista, com € 935 milhões, à frente de Portugal (€ 791 milhões), Ucrânia (€ 641 milhões) e da segunda divisão da Inglaterra (€ 609 milhões).

Fernando Dantas/Gazeta Press
A iminente transferência de Neymar para o futebol espanhol deixa o Brasileirão sem a sua grande estrela
Em outro estudo, a Pluri estipula que Neymar tenha um valor de € 55 milhões, o maior do futebol brasileiro, à frente de jogadores como o colorado Leandro Damião (€ 23 milhões) e o corintiano Alexandre Pato (€ 21,2 milhões). Os espanhóis Barcelona e Real Madrid, no entanto, não chegam a oferecer nem € 35 milhões pelo jogador do Santos porque o seu contrato será encerrado na metade do próximo ano.

“As condições de mercado influenciam a oferta em si. O Neymar está mais barato agora por condição contratual, pois o Barcelona sabe que não precisa de um caminhão de dinheiro, já que o Santos tem de aceitar agora, senão sai com zero. Daqui a um ano, a parcela vira pó. Como um ativo, o Neymar está intacto”, justificou Fernando Ferreira.

O economista lembrou que não apenas o Campeonato Brasileiro perderá importância sem Neymar. A Pluri Consultoria aponta o Santos como o time mais valioso do País por causa da presença do atacante, com € 114,1 milhões, por enquanto bem à frente dos rivais Corinthians € 92,7 milhões e São Paulo € 83,1 milhões.

“O valor não está diretamente relacionado ao que fica para clube em si, porque o time pode ter um elenco supervalorizado e os direitos estarem nas mãos de empresários. Na Inglaterra e na Alemanha, é proibido partilhar direitos econômicos com investidores. Se o Manchester tiver € 500 milhões, o valor é dele. No Brasil, não, porque existe clube que praticamente troca a vitrine por 10% ou 20% do jogador. É um absurdo, mas é assim”, ressalvou Ferreira.

Mesmo que ocorra uma improvável reviravolta e Neymar siga no Santos, o Brasileirão está em queda. O valor atual calculado pela Pluri Consultoria é 8% (€ 85 milhões) inferior a 2012, em função das saídas de jogadores como os meias Oscar e Lucas e da desvalorização de outros, como o são-paulino Paulo Henrique Ganso. “Depois de começar o Brasileiro, abre também a janela. O Vasco vendeu no ano passado Diego Souza, Rômulo, Alan e Fagner, que representavam 30% do time inteiro. O Brasil tinha Lucas, Oscar e os quatro do Vasco. Além disso, o Ganso estava valendo € 22 milhões. É uma coisa tão incrível, ele se desvalorizou tanto, que hoje o valor é de € 11 milhões”, disse o economista.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade