Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Sheik diz que mudou de função e está "jogando muito bem"

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Decidindo a última Copa Libertadores contra o Boca Juniors, Emerson criou um padrão de exigência e de expectativa difícil de ser seguido. Por isso, mesmo com um desempenho satisfatório, deixando Alexandre Pato no banco de reservas, ele teve de responder sobre o próprio nível de atuação na temporada. E se aprovou.

“Eu acho que estou jogando muito bem. O Tite adotou um esquema diferente desde a chegada do Guerrero, e acho que estou cumprindo a função determinada por eles. No ano passado, até a final da Libertadores, a gente tinha um comportamento diferente, o cara lá da frente era eu. Eu voltava pouco, ficava mais próximo do gol”, afirmou.

“Taticamente, estou seguindo tudo o que vem sendo pedido. Tenho visto os jogos e estou muito satisfeito. O torcedor se acostumou com o Emerson fazendo gols, gols decisivos, só que hoje a função é um pouquinho diferente. Houve um ajustezinho, uma nova formação, e eu fiquei atrás no campo”, acrescentou o Sheik.

Divulgação/Agência Corinthians
Emerson perde gol contra o Santos; contra o Boca, ele sabe, não poderá errar (foto: Daniel Augusto Jr.)
O camisa 11 vem atuando na linha de três armadores no 4-2-3-1 de Tite. Seu posicionamento varia de acordo com as partidas, mas é entre a faixa central e o lado esquerdo que ele se sente mais à vontade. Só não peça para que ele admita essa preferência agora.

“Eu jogo em qualquer lugar, pô. Se eu te responder onde eu fico melhor, não vai ser legal para mim. Onde me colocar, eu jogo”, brincou o atacante, que deverá ser escalado pelo lado esquerdo em novo confronto com o Boca pela Libertadores. Perto ou longe do gol, a Fiel espera muito dele.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade