Comercial Expediente Contato
Acompanhe a GE.net
Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Vetado desde março, Valdivia só saberá quando joga na semana que vem

William Correia São Paulo (SP)

O jogador mais caro do elenco do Palmeiras não sabe se estará em campo na estreia da Série B do Brasileiro. Por dores na coxa esquerda desde 14 de março, Valdivia só começou nesta semana a correr no gramado e a previsão é de que realize trabalhos leves com bola apenas a partir de segunda-feira, com poucas chances de ficar à disposição no dia 25, contra o Atlético-GO.

O departamento médico do clube nem se arrisca a cogitar alguma data de volta para o chileno. A única informação é de que a programação prevê treinos técnicos para ele sem muita intensidade a partir de segunda-feira. Tudo ainda sob cautela para que ele não retorne antes de estar plenamente recuperado, com a expectativa de que se machuque menos.

Os exames mostram que a lesão na coxa esquerda está cicatrizada há mais de um mês, mas, logo após o clube vetar sua participação no amistoso entre Brasil e Chile no último dia 24, o meia, que já disse ter a seleção como prioridade na temporada, afirmou que voltou a sentir dores no local. E não treinou mais com bola.

Por isso, ficou fora das eliminações do time contra Santos e Tijuana no Paulista e na Libertadores, respectivamente. A ideia da comissão técnica era de que ele estivesse à disposição, ao menos, para a estreia na segunda divisão nacional, mas a hipótese está quase descartada.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Alegando dores, meia não joga desde março e deve ser desfalque na estreia na Série B
Na manhã desta sexta-feira, Valdivia apareceu sorrindo para dar voltas no gramado da Academia de Futebol ao lado de Fernando Prass e Vilson. O camisa 10 se divertiu por ter que desviar do sistema de irrigação do centro de treinamento, para evitar que se molhasse, e terminou a atividade sentado no gramado para ver os colegas em treino técnico. Ao se levantar, ainda fez graça com Patrick Vieira, que está em processo mais avançado de recondicionamento físico.

Assim como Valdivia, Fernando Prass e Vilson devem começar a treinar com bola na próxima semana. O goleiro machucou o ombro esquerdo no dia 21 e a previsão mais otimista era de volta em seis semanas, o que deve ocorrer. Já o zagueiro passou por artroscopia no joelho esquerdo no dia 22 e tem mais chances de ser relacionados antes.

Em relação aos outros machucados, Patrick Vieira, que trata de pancada na coxa esquerda desde 2 de abril, já trabalha com os preparadores físicos e também tem seu retorno mais próximo. Quem ainda terá que esperar bastante é Léo Gago: o volante operou o tornozelo direito há dez dias e sua volta é prevista para agosto.

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade