Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Xeque do Bahrein é eleito presidente da Confederação Asiática

Kuala Lampur (Malásia)

Salman Bin Ebrahim Al Jalifa é o novo presidente da Confederação Asiática de Futebol. O xeque, que antes dirigia a Federação de Futebol do Bahrein, foi eleito nesta quinta-feira para o cargo, ao receber 33 dos 46 votos possíveis. A eleição foi realizada em Kuala Lumpur, capital da Malásia.

Salman venceu o tailandês Worawi Makudi, que teve sete votos, e Yusuf Al Serkal, dos Emirados Árabes Unidos, que recebeu seis votos. O mandato vai até janeiro de 2015.

O último presidente da Confederação Asiática, o catariano Mohamed Bin Hammam, deixou o cargo depois de ser banido pela Fifa por conta de diversas denúncias de corrupção. Os dois candidatos derrotados por Salman são, inclusive, considerados aliados do agora ex-dirigente.

“Minha missão é unir a Confederação e liderar a nossa família a um futuro de crescimento e prosperidade, um futuro baseado em boa administração e integridade. Hoje, o futebol asiático está em uma encruzilhada, mas temos o poder de apagar um capítulo de nossa história”, disse Salman.

Ainda nesta quinta, o xeque bareinita também foi eleito para o Comitê Executivo da Fifa, vencendo o catariano Hasan al Thawadi, por 28 votos a 18.

Salman, no entanto, também tem a sua própria cota de escândalos. Grupos de defesa dos direitos humanos acusam o dirigente de perseguir atletas e técnicos que participaram de protestos pró-democracia no Bahrein no começo de 2011, no período que ficou conhecido como “Primavera Árabe”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade